A estafa é uma doença difícil de ser identificada. Muitas vezes, ela é confundida com aspectos pessoais negativos, como a má vontade ou a falta de motivação. Em outros casos, ela é relacionada com a depressão ou com outras doenças físicas e emocionais.

As pessoas afetadas por essa condição médica podem ter o seu desempenho profissional (ou acadêmico) comprometido, o que modifica consideravelmente a qualidade de vida do indivíduo que sofre desse mal.

Abaixo, nós falaremos como você pode identificar os principais sintomas da doença e como ela pode ser prevenida com algumas ações simples, mas muito importantes.

Pronto para saber mais a respeito? Continue a sua leitura até o final!

Os principais sintomas da estafa

De maneira simplificada, a estafa pode ser identificada como uma intensa fadiga mental. Essa fadiga é decorrente do excesso de responsabilidade e de tarefas cotidianas. Por consequência, essa sobrecarga causa um grande desgaste metabólico que afeta o sistema nervoso central, o que acaba resultando na doença.

Além da intensa fadiga mental, é comum o indivíduo sentir falta de prazer nas atividades que mais gosta, além de outros sintomas de ordem psicoemocional. Insônia, irritabilidade, desânimo, tristeza, angústia, falha na memória e até mesmo dores no corpo podem fazer parte do quadro.

Normalmente a doença é desencadeada pela rotina de uma pessoa que não está conseguindo lidar com suas aflições e problemas cotidianos.

Note que a estafa é diferente do estresse. O estresse é uma resposta comum e natural a estímulos diversos. Quando acumulado, ele pode resultar no cansaço e em outros sintomas semelhantes.

Entretanto, a estafa trata-se de um agravamento de uma situação estressante contínua em que a pessoa não consegue tomar uma ação para solucionar seus maiores problemas. Em outras palavras: o cansaço físico e mental causado pela estafa é crônico a ponto de fazer com que o afetado só sinta vontade de descansar o tempo todo.

O equilíbrio entre mente e corpo como prevenção

A prevenção da estafa consiste justamente no desenvolvimento de uma rotina saudável e positiva. A adição de exercícios físicos e de uma alimentação funcional são um bom começo. Na verdade, quase sempre eles são a maior parte da solução.

A redução da ansiedade e o alívio da tensão por meio das atividades físicas (como a yoga e o pilates, por exemplo) são capazes de colocar o indivíduo em um quadro positivo e gerar mais disposição. A meditação é outra atividade que pode ser incluída para aumentar o bem-estar daqueles que se sentem atingidos pela estafa.

A busca pelo relaxamento diário e a adição de períodos de lazer também são outras importantes ferramentas contra esse mal que pode afetar pessoas de todas as idades. Inclusive, é preciso analisar atentamente o excesso de tarefas para saber como organizar a rotina.

No geral, a busca por um estilo de vida mais saudável é a chave para fugir do estresse e de outros males que afligem a sociedade moderna, que aparenta sempre estar em busca da próxima atividade profissional. Saber como definir os limites entre a vida pessoal e a profissional também é uma importante chave para alcançar uma saúde impecável e evitar a estafa.

Gostou do conteúdo? Leia o nosso post sobre como eliminar o cansaço e ter mais energia — você não irá se arrepender dessa importante leitura complementar!