Durante o inverno, o clima seco e frio nos ambientes externos pode deixar a pele ressecada, uma vez que a oleosidade natural do corpo não é suficiente e a umidade do ar baixa consideravelmente. Quando isso acontece, a pele perde a maciez e dá lugar às dermatites e outras doenças. Para evitar esses efeitos, alguns cuidados são recomendados.

Não se engane, não é porque está frio que deve deixar de beber água. De adianta adotar hábitos saudáveis com a pele se não é capaz de manter a hidratação pela boca. Por isso, beba, no mínimo, 2 litros de água por dia. Quer uma bebida mais quente? Também é possível manter a hidratação com chás, de preferência claros, como o de camomila e o de capim cidreira.

Como evitar a pele ressecada

Tecido certo

É comum usarmos várias camadas de roupa durante a estação fria. Alguns tipos de tecido podem reter o suor, a oleosidade e as células mortas da pele, além de bloquear os poros. Uma solução para esses problemas é utilizar tecidos naturais, como o algodão, em vez de sintéticos, como náilon e poliéster.

Isso é importante principalmente na camada de roupa mais próxima da pele. As roupas impedem que o frio entre em contato direto com o corpo, protegem a pele e a mantém hidratada. Utilizar cachecóis, gorros e luvas ajuda a proteger áreas mais expostas, como orelhas, mãos e pescoço.

Essas dicas devem ser aplicadas no dia a dia e na prática de esportes, como o trekking. Quem caminha por longos períodos na natureza deve estar protegido do frio. Também deve evitar roupas que retenham o suor, opte pelas que deixam a pele seca e confortável.

Durante e depois do banho

Segundo a dermatologista norte-americana Susan Taylor, em artigo do jornal Huffington Post, o aumento da temperatura da água na hora de tomar banho durante o inverno tende a quebrar as fibras que protegem a pele na camada mais externa. Por isso, ficar menos tempo no chuveiro e reduzir a temperatura da água são providências simples que ajudam a minimizar a perda da oleosidade da pele.

Trocar o sabonete comum por um com mais hidratante também pode ajudar. Aliás, sabonetes caseiros são a melhor opção para esses casos. Além de naturais, os ingredientes utilizados na confecção desses produtos evitam a pele ressecada, já que são ricos em propriedades benéficas para o corpo.

Na hora de secar o corpo, deve-se usar uma toalha macia e não esfregar a pele, mas sim remover de maneira suave o excesso de água. A pele úmida retém melhor a hidratação proporcionada por cremes e óleos. O ideal é que os produtos hidratantes sejam aplicados imediatamente após o banho, eles devem usados pelo menos mais duas vezes ao dia.

A esfoliação, procedimento que remove as células mortas da camada superficial da pele, não possui contraindicações específicas para essa estação. Porém, dermatologistas ressaltam a importância da hidratação e da reposição de nutrientes perdidos após o procedimento.

pele ressecada

Tipos de hidratação

Cada tipo de pele possui necessidades diferentes que devem ser observadas durante o tempo seco. No caso de peles normais, recomenda-se o uso de hidratantes à base de água para manter a hidratação natural da pele. A pele seca requer um cuidado a mais, com hidratantes mais carregados e oleosos para repor nutrientes. Eles tendem a reter a hidratação, pois o óleo evita que a água evapore no ar seco.

Mais suscetível a espinhas e à acne, a pele oleosa também requer hidratação. Recomenda-se a aplicação de hidratantes próprios logo após o banho, quando a água já removeu parte da oleosidade da pele. Ao contrário dos cremes comuns, produtos elaborados para a pele oleosa à base de água tendem a não obstruir os poros da pele, pois evitam a formação de novas espinhas.

Assim como os sabonetes, as melhores opções de hidratantes são os naturais. Normalmente, os produtos de beleza naturais não possuem, ou possuem em níveis baixíssimos, componentes tóxicos para a saúde e para o meio ambiente. Por isso, sempre que tiver oportunidade, substitua.

Escolha os produtos certos para evitar a pele ressecada

Como já foi dito, para evitar irritações provocadas pela sensibilidade ao frio, é recomendado o uso de opções naturais e livres de substâncias que causem alergia ou intensifiquem o estado da pele danificada.

Deve-se tomar cuidado com hidratantes perfumados e substâncias abrasivas que possam piorar esse quadro. A qualidade do ar nos ambientes fechados durante o inverno piora muito em razão de equipamentos de ar-condicionado e aquecedores, que diminuem a umidade do ambiente. Para aliviar a perda de água pela pele, é recomendável a utilização de umidificadores.

Alimentação equilibrada

Um cardápio equilibrado também deve fazer parte da lista de cuidados para a pele ressecada. Alimentos como pimentão, melancia, abacaxi, abobrinha, morango e pepino são ótimas opções para manter o corpo hidratado.

Evite consumir produtos industrializados, como os congelados, e opte sempre por um menu cheio de vitaminas e minerais, essenciais para manter o organismo em dia.

Gostou das nossas dicas? Saiba como evitar a pele ressecada com os produtos certos no curso Cosméticos naturais veganos. Não se esqueça também de dar uma olhada nas aulas online de gastronomia saudável, ideais para quem deseja mudar de hábitos alimentares.