Não sabe muito bem se deve alongar ou aquecer antes dos exercícios? Apesar de serem confundidos como se fossem a mesma coisa, o alongamento e o aquecimento têm funções  específicas. 

Antes de qualquer atividade física, a forma mais adequada de se preparar para o treino é o aquecimento. Ele lubrifica as articulações e aumenta a irrigação sanguínea. Isto é, prepara o corpo para o início do exercício, diminuindo, assim, a probabilidade de lesões.

O aquecimento nada mais é do que a realização prévia de exercícios repetitivos com menor intensidade. Como por exemplo, a corrida leve e o polichinelo. 

Antes de falarmos do alongamento é preciso observar que existem dois tipos de alongamentos. O dinâmico e o estático, sendo o estático o mais conhecido e utilizado. 

O alongamento estático é feito por movimentos que desafiam os limites do corpo. Essa modalidade consiste em esticar e segurar determinadas posições. A função desses exercícios é relaxar e ampliar a flexibilidade dos músculos e articulações.

E engana-se quem pensa que o alongamento após os exercícios deve ser uma prática obrigatória. Apesar de ainda ser bastante realizado, ele funciona mais como um relaxamento para a retomada da calma do que para ter ganhos fisiológicos. 

Alongamento e aquecimento: saiba como obter os melhores benefícios 

 Já falamos acima que antes das atividades físicas o melhor é fazer o aquecimento. Mas, e o alongamento, qual a função dele na prática de exercícios?

Segundo estudo realizado pela Universidade de Nevada, realizar o alongamento estático antes da prática de exercícios não é o mais indicado, uma vez que ele gera uma resposta neuromuscular inibitória que reduz a força muscular em até 30% até meia hora após ser realizado. 

Ou seja, por diminuir a resistência das fibras musculares, os alongamentos podem até mesmo ser nocivos, em casos de treinos de força. Por isso, ao se preparar para as atividades físicas, prefira realizar o aquecimento ou o alongamento dinâmico.

como fazer alongamento

Para quem não sabe o que é o alongamento dinâmico, ele é bastante parecido com o aquecimento. Pois trata-se da repetição de movimentos semelhantes ao exercício que será praticado, só que em menor intensidade.

Se você pratica exercícios de alto impacto e/ou rendimento, a dupla aquecimento e alongamento dinâmico pode oferecer diversos benefícios. Pois prepara os músculos e eleva a temperatura corporal, favorecendo o desempenho durante a atividade.

O aquecimento vai além do trote

Para aqueles que pensavam que um trotezinho antes do treino era o suficiente para proteger o corpo de possíveis lesões, ledo engano. Segundo estudos, é necessário se dedicar a exercícios que consigam ativar os sistemas neuromusculares para que a possibilidade de lesões seja reduzida.

Agora você sabe a diferença entre alongamento e aquecimento e como aproveitá-los melhor na sua rotina de exercícios, veja abaixo algumas sugestões de exercícios para aquecer o corpo antes dos exercícios. 

Aqueça os braços: realize movimentos circulares mexendo a articulação dos ombros. De forma controlada e consciente. Alternando os sentidos e a velocidade.

Pêndulo frontal e lateral com as pernas: em pé, deixe as pernas afastadas na linha dos quadris. Tire um dos pés do chão e movimente a perna estendida para frente e para trás, sem colocar força no movimento nem encostar o pé no chão. Depois repita o mesmo exercício só que estendendo a perna para o lado.

Rotacione o tronco e proteja a coluna: faça movimentos de rotação do tronco, sem movimentar pernas e quadril, movimentando o corpo para direita e esquerda. Ao realizar o exercício tome cuidado com a velocidade e a força que serão aplicadas durante a rotação.

Avanço com rotação do tronco: em pé, mantenha as pernas unidas. Dê um passo largo com uma das pernas à frente e agache. Forme um ângulo de 90 graus com as duas pernas. Ao mesmo tempo, gire o tronco para a perna que escolhida para estar à frente do seu corpo. Suba girando o corpo para a posição inicial e repita o movimento para o outro lado. 

Pilates como aliado na prática de esportes

Grande parte dos exercícios de alongamento no Pilates são dinâmicos, lentos, progressivos e visam realizar os movimentos no máximo de sua amplitude fisiológica, de forma fluida e funcional. 

Com a prática regular do pilates, o atleta adquire flexibilidade, força e aumento da capacidade pulmonar, o que diminui muito as chances de lesão.

Quer aprender a alongar e a preparar a musculatura para melhorar seu desempenho físico? Conheça os cursos online do Namu e veja como o Pilates sem aparelhos pode ajudar a definir e fortalecer a musculatura, enquanto o corpo ganha mais alongamento e flexibilidade.