A meditação é uma prática que acompanha a humanidade há milhares de anos e não é à toa que ela se tornou tão popular. Ao desenvolver uma modalidade que funciona para você, os benefícios alcançados são imensos. Você se sente mais equilibrada, menos estressada, mais presente nas tarefas do dia a dia e mais consciente.

O problema é que, para que você atinja esse grau de positividade, é preciso determinação e, nesses estágios iniciais, muitas dúvidas podem surgir e, com elas, mitos. Pensando nisso, elaboramos este artigo para esclarecer o que é verdade e o que não é sobre essa ótima prática, ressignificando a meditação. Confira!

Mito 1 – É impossível meditar quando se pensa demais

Pensar é algo inerente a todos nós e, além disso, também é natural e esperado na meditação. Algumas práticas fornecem ferramentas para redirecionar os pensamentos de volta à meditação e outras dizem que não há problemas se você estiver pensando — isso faz parte da experiência.

Alguns acreditam que, ao escolher redirecionar seus pensamentos para um único ponto focal, você está realmente fortalecendo o músculo que constrói o seu cérebro. Isso pode ensiná-la a reagir menos aos momentos de estresse e fazê-la se sentir mais calma.

Mito 2 – A meditação é uma prática religiosa

Aqui, temos outro mito em que muitos acreditam e que espalham por aí: o de que a meditação é uma prática religiosa e espiritual. Isso acontece pois muitas modalidades derivam do budismo e do hinduísmo, que pregam uma íntima relação entre as duas. Entretanto, hoje, existem formas de meditação que não estão ligadas a um deus.

Muitos grupos praticam a meditação e sua interseção com a oração, e isso é algo bastante interessante, mas não é necessário acreditar em um ser divino ou ser filiado a uma religião ou comunidade espiritual a fim de obter os benefícios da prática.

Mito 3 – Você precisa obrigatoriamente de um mantra para meditar

A prática baseada em mantras é apenas uma alternativa e, aqui, quebramos mais um mito, ressignificando a meditação. Essa modalidade transcendental (popularizada por diversos famosos) usa um mantra, mas muitas práticas baseiam-se apenas na atenção plena.

Os mantras funcionam como um veículo ou uma ferramenta que as pessoas usam para entrar em sua prática de meditação, porém há muitos outros modos, como contar, atentar-se ao que você ouve ao redor ou, até mesmo, prestar atenção à sua respiração.

Mito 4 – É preciso sentar-se numa posição desconfortável para meditar

Ao contrário do que muitos pensam, você pode sentar-se em qualquer posição que seja confortável para você. A maioria das pessoas usa uma cadeira ou uma almofada para praticar, enquanto outras estão habituadas à famosa posição de lótus (pernas cruzadas).

As possibilidades são infinitas e a chave é buscar uma posição que não proporcione nenhum desgaste. Porém, é importante manter a coluna ereta e não se deitar, pois, no início, é possível que você tenha sonolência e acabe dormindo.

Mito 5 – A prática de meditação só deve ser feita por adultos

Os adultos não são os únicos que experimentam os efeitos negativos do estresse. As crianças também ficam sobrecarregadas, e a meditação é uma maneira de mudar esse cenário e aprender a gerenciar os próprios sentimentos.

Algumas escolas até começaram a discutir se a prática deveria ser ensinada nas salas de aula e fizeram algumas tentativas, descobrindo que os alunos ficavam menos estressados, conseguiam notas mais altas nas provas e tinham uma postura mais positiva.

Mito 6 – Para perceber seus benefícios, é preciso praticar por anos

Se você fica desanimada pensando que os benefícios da meditação só surgirão depois de muitos anos, não se preocupe — isso não é verdade. Você pode começar a sentir as mudanças positivas em pouco tempo.

Claro que, como qualquer outra atividade, quanto mais praticar, mais experiente você fica. Assim, com o passar dos dias, você melhorará cada vez mais, usufruindo dos resultados para a vida toda.

Esperamos que este artigo tenha feito você enxergar alguns dos mitos dessa prática tão importante e motivado-a a praticá-la no seu dia a dia, ressignificando a meditação.

Gostou e quer ficar por dentro de mais posts como este? Não deixe de assinar a nossa newsletter, temos sempre uma novidade para você. Também não se esqueça de conhecer nossos cursos online de yoga, ótimos para preparar o corpo para a meditação.