Jet lag é o distúrbio do organismo provocado pelas viagens. Ou seja, o funcionamento normal do corpo, ou ritmo circadiano, é afetado pelas longas viagens e mudanças abruptas de fuso horário e clima.

Os sintomas incluem a perda de sono, que pode ocorrer ao fim de uma longa viagem. Ficar muito tempo sentado na mesma posição pode facilitar o aparecimento de coágulos sanguíneos nas veias das pernas, levando a tromboses ou a quadros mais severos, como embolia pulmonar, dependendo da saúde de cada passageiro.

O ar seco do avião irrita as mucosas, que têm a capacidade de defesa diminuída. Sugere-se o uso de máscaras, como as de centro cirúrgico, por pessoas que já possuam algum tipo de comprometimento das vias respiratórias como rinite, asma, sinusite e outras afecções pulmonares.

Jet lag e ayurveda

Sob olhar ayurvédico, o frio e a secura cada vez maiores, à medida que o avião ganha altitude, aumentam o dosha vata, que significa, de acordo com a milenar medicina indiana, a força que gera e possui as qualidades do “ar” (e do espaço) em todas as pessoas. Podemos traduzir os doshas como as forças no corpo que se desequilibram mais facilmente. Através do reconhecimento do dosha predominante, é possível a caracterização do perfil biológico do indivíduo.

Não só a pele tende a ficar ressecada. Outros sinais de perda de umidade podem ser observados como olhos irritados, nariz e garganta secos e sede. Nesse caso, para os pequenos incômodos, um bom hidratante e soro fisiológico para olhos e nariz resolvem bem.

Depois de um voo muito longo, os principais sintomas do jet lag associam-se às alterações do padrão de sono, gerando cansaço e falta de concentração. Algumas pessoas podem se sentir tontas e até mesmo enjoadas e irritadas, além de levarem dias até que o sono se regularize.

Podemos associar o quadro acima ao desequilíbrio de vata. Os asanas, posturas de yoga, restaurativos podem movimentar o vyana vayu, um dos cinco subdoshas de vata, reequilibrando a temperatura corporal, soltando os músculos tensos, reduzindo as dores nas articulações e, assim, restaurando o fluxo energético do corpo.

jet lag

Dicas práticas para evitar o jet lag

Esteja descansado para a viagem

Se você quiser evitar o jet lag, deve estar bem descansado para a viagem. Se você estiver cansado, ele vai ser inevitável.  Mas se tomar o cuidado de dormir bem o suficiente nos últimos dias antes da sua viagem e ir para a cama cedo no dia anterior à sua partida, o jet lag pode ser evitado .

Escolha o voo no horário certo

Se possível, escolha um voo que NÃO aterre no início da manhã, ou seja, um voo que chegue ao destino à noite. Caso contrário, você terá um longo dia pela frente e lutará contra a fadiga.

Mas se escolher um voo em horário comercial, será como um dia de trabalho e, logo quando chegar à noite, dormirá como o habitual. Assim o seu corpo não sentirá efeitos tão fortes.

Escolha bem o que comer e beber durante o voo

Durante o voo, você deve manter-se hidratado, pois a desidratação  multiplica os efeitos do jet lag. Portanto, beba muita água ou suco natural, nada de refrigerantes e comidas pesadas, o excesso de açúcar também contribui para o quadro.

Não beba álcool, pois provoca aumento da fadiga e também a desidratação. É importante evitar a cafeína também, pois pode prejudicar o seu sono.

Durma ou fique acordado de acordo com a direção do destino

As viagens aéreas em direção ao leste geralmente são percebidas como piores pelos passageiros que usam o jet lag, já que quando viajamos para o leste, nossos dias são encurtados, o que significa que experimentamos um nascer ou pôr do sol prematuro.

Então, tente dormir no seu vôo de oeste para leste. Em um vôo de leste a oeste, tente ficar acordado.

Acostume-se ao novo ritmo o mais rápido possível

Depois de chegar ao destino e ter uma noite de descanso, você deve assumir o ritmo diário do local e do hotel em que está hospedado.

  • Comida regular nos horários habituais
  • Acordar no horário habitual
  • Dormir no horário habitual

Ou seja, evite ficar acordado até tarde da noite e dormir muito pela manhã. Além de contribuir para o jet lag, você pode perder de aproveitar melhor a sua viagem, e não é isso que você quer não é mesmo?

Pegue leve no primeiro dia

Não planeje atividades muito pesadas para o primeiro dia. Aproveite para relaxar, e passe o máximo de tempo possível ao ar livre e ao sol.

E aí, gostou das dicas? Compartilhe em suas redes sociais!