O pilates é um método que ganha adeptos cada vez mais. Assim como o yoga, é capaz de proporcionar inúmeros benefícios para o corpo e para a mente. Quem sente dor na coluna, por exemplo, encontra grande alívio desse tipo de problema em algumas aulas semanais com o método.

A dor na coluna pode ser causada por vários motivos. Pessoas que trabalham muito tempo na mesma postura, seja sentado ou em pé, chegam ao final do dia com a região toda dolorida, isso quando as costas não ficam travadas. A má postura é uma das principais causas de dor na coluna. Quem fica horas seguidas em frente ao computador também deve estar atento.

O estresse é outro motivo que leva a ter dor na coluna. Repare, quando uma pessoa está com um nível de estresse elevado, acaba gerando uma tensão no corpo, o que contribui para o problema. Realizar atividades repetidas ou o simples fato de carregar a mochila pesada também podem contribuir para o caso. O ideal é dar um intervalo entre esses trabalhos e evitar carregar muito peso nas costas.

Benefícios do pilates

Além de aliviar a dor na coluna, o pilates é um método que pode contribuir para o equilíbrio do corpo em um todo.

O pilates ajuda a melhorar a concentração, já que para realizar qualquer movimento é preciso ter o minimo de atenção possível; fortalece os músculos internos e externos; alivia o estresse e a ansiedade; estimula a coordenação motora; desenvolve a consciência corporal; aumenta a autoestima; e aumenta a flexibilidade.

Como pode notar, vantagens de praticar pilates não faltam. Porém, caso tenha algum problema de saúde mais sério, é essencial conversar com o seu médico antes de iniciar qualquer prática. Só ele saberá avaliar se estará apto para a realização de qualquer tipo de movimento.

Exercícios para dor na coluna

Sente muita dor na coluna? Confira, a seguir, alguns exercícios que podem te ajudar. Você só precisa separar um local com espaço e que seja tranquilo, colocar uma roupa confortável e começar. Vamos lá?

Exercício 1

Deite em cima do mat de barriga para cima. Vá no seu tempo, sem pressa. Posicione bem as mãos, o quadril, relaxe. Respiração leve e fluída. Controle a sua respiração. Ar entra pelo nariz e sai pela boca.

Coloque a bola, que também pode ser uma almofada, em baixo do quadril. A bola deve estar na região da musculatura lombar. Em seguida, faça movimentos leves para frente e para trás. A intensão é tirar a rigidez dessa região.

Comece a fazer o chamado relógio pélvico, que consiste em ir rodando o quadril apontando para os quatro pontos principais do relógio (12,3,6,9). Faça devagar, movimentos suaves. Lembre-se de manter a respiração fluída. Vá percebendo em qual local a dor fica mais intensa, perceba o seu corpo. Faça esses movimentos por alguns instantes.

Exercício 2

Feito esse exercício, retire a bolinha do quadril devagar e coloque-a embaixo do pé direito. Vá deslizando a perna, até o joelho alongar. Faça o movimento como se fosse encostar o pé na parede. Estique bem a perna. Caso não tenha a bolinha, deslize o pé de uma vez, aos poucos. Permaneça alguns instantes com a perna esticada e volte levemente. Deslize na bolinha. Faça o movimento algumas vezes.

Esse exercício ajuda a alongar toda a musculatura da parte detrás da perna. Além disso, esse exercício ajuda a não prejudicar ainda mais a coluna. Troque o lado. Coloque a bolinha no pé esquerdo. Enquanto for realizando os movimentos, lembre-se da respiração. A respiração deve ser lenta e fluída. Respire em um movimento, expire em outro. Perceba a sua respiração. Inspire indo, expire voltando.

Deixe a coluna confortável no chão. Perceba em qual região a dor se aloja. O ideal deitar em um lugar protegido, evite ter contato direto com o chão.

Exercício 3

O exercício a seguir não precisa de acessório, por isso coloque a bolinha ao lado. Jogue a perna direita para o lado direito. Deixe a perna esquerda dobrada, pé firme no chão. Permaneça na posição por alguns instantes e volte devagar. Inverta as pernas.

Perna esquerda cai levemente para o lado esquerdo. Perna direita permanece dobrada. Repita o exercício várias vezes. Agora, faça os movimentos simultaneamente. Perna direita cai para o lado direito, perna esquerda cai para o lado esquerdo. Permaneça com as pernas abertas por alguns instantes e volte com elas para a posição inicial. Pés firmes no chão. Respiração lenta e fluída. Repita os movimentos.

Para finalizar o exercício, jogue as duas pernas para um lado só. Jogue as pernas para o lado direito. Permaneça na postura por alguns instantes e volte devagar. Jogue as pernas para o lado esquerdo. Permaneça na postura e volte devagar.

Gostou dos exercícios? Pois nas aulas online do Namu você encontra muito mais. Conheça os cursos de pilates e desfrute de todos os benefícios que a prática pode te proporcionar.