Para praticar a modalidade, uma das primeiras e mais importante posturas de Yoga que o iniciante deve aprender é o de abrir o coração. Esse é um dos ensinamentos da prática que, além de deixar o corpo em forma, também promete acalmar a mente e deixar a alma mais leve. E mais: a atividade ainda deixa você com mais vitalidade, pois  trabalha, a energia corporal.

Se você olha os adeptos da prática fazendo posturas de Yoga superelaboradas e acha que é praticamente impossível executá-las, as posições e ensinamentos podem parecer difíceis em um primeiro momento, mas, aos poucos, a prática torna-se simples.

Com o tempo, o praticante de Yoga ganha elasticidade corporal, força muscular e aumento da capacidade de concentração, uma vez que é preciso ter atenção na respiração durante a execução de todas as posições. E com o ganho de resistência, a intensidade da prática progride. 

Não é adepto da técnica, mas se animou com o que leu e quer começar a fazer algumas posturas de yoga? Para simplificar o começo dessa jornada, nós separamos abaixo uma sequência simples com as melhores posturas de Yoga para você começar a praticar hoje mesmo.  E não se preocupe se ainda não tiver flexibilidade, força ou coordenação: tudo isso vem com o tempo!

Conheça algumas das posturas de yoga mais comuns

Postura da montanha (Tadasana)

Fique em pé, com pernas e pés unidos – dedões dos pés se tocando, e braços relaxados ao lado do corpo, em seguida, mantenha suas costas e cabeça o mais retas possível. Olhe  para a frente e concentre-se na sua respiração.

Essa postura é importante para desenvolver equilíbrio e estabilidade, alinhar a postura e também acalmar a mente.

Tempo de permanência: 1 minuto

Postura da Cadeira (Utkatasana)

Flexione os joelhos, empurre os quadris para baixo como se fosse sentar em uma cadeira, e levante os braços na direção do seu rosto. Agora, relaxe os ombros, distanciando-os das orelhas, e dessa forma, olhe levemente para cima.

Para garantir uma boa postura, assegure-se de poder enxergar os dedos do pé na frente dos joelhos. Se não conseguir, posicione o quadril mais para trás até que possa enxergá-los. Agora, se o que falta é força muscular, comece a fazer essa postura com as costas apoiadas na parede.

Essa posição aumenta a força, o equilíbrio e a estabilidade. 

Tempo de permanência: 30 segundos

Flexão para a frente (Uttanasana)

Inicie a postura em Tadasana, com o abdômen contraído,desça o tronco ereto em direção aos joelhos e leve as mãos em direção ao chão. Coluna e pernas devem fazer um ângulo de 90°. Deixe a cabeça cair pesadamente, relaxe a mandíbula, e descontraia as costas, ombros, braços, antebraços, mãos e dedos.

Enquanto faz a postura certifique-se de distribuir o peso na sola de ambos os pés, evite os  balanços ao máximo. Respire e sinta o movimento abdominal. Se o estiramento for muito intenso, nada de desistir. Basta dobrar ligeiramente os joelhos e apoiar as mãos nos joelhos ou pernas. 

Esta postura abre a parte de trás das pernas e ajuda a descomprimir a coluna.

Tempo de permanência: 30 segundos

Postura do Cachorro Olhando para Baixo (Adho Mukha Svanasana)

Essa também faz parte das posturas de yoga mais comuns. Para começar, coloque as palmas das mãos e as solas dos pés no chão, e com as costas sempre retas, eleve os quadris para que seu corpo forme um triângulo. Mantenha o olhar entre as pernas ou na direção da barriga. Caso precise de uma ajudinha para se equilibrar, abra os dedos das mãos para ter mais apoio. 

posturas-de-yoga

Esta postura alonga os ombros, as panturrilhas e as coxas, além de fortalecer as pernas e os braços. 

Tempo de permanência: entre 4 e 12 respirações.

Postura da árvore (Vrksasana)

Comece em pé, transfira seu peso para o pé direito, dobre o joelho esquerdo e apoie o respectivo pé na parte interna da coxa direita. Com quadril, coluna e pescoço alinhados, levante os braços e una suas mãos acima da cabeça. Em seguida, faça o mesmo movimento com a outra perna.

Não conseguiu manter o equilíbrio? Sem problemas! Para começar a treinar a estabilidade, pode-se iniciar a postura da árvore apoiando levemente a ponta pé esquerdo no chão, com o calcanhar apoiado no lado de dentro da canela direita. Depois é só ir subindo o pé aos poucos, conforme seu equilíbrio for melhorando. 

A postura fortalece os membros interiores, alonga a parte interna das coxas e ainda melhora o  equilíbrio e concentração.

Tempo de permanência: 60 segundos.

curso de yoga

Postura do Triângulo (Trikonasana)

De pé e com os pés paralelos entre si, gire o pé esquerdo para o lado, e abra suas pernas criando um triângulo.  Estique os braços alinhando-os aos ombros ao expirar, gire o tronco em direção ao pé virado para fora. 

Com a mão esquerda segure o joelho enquanto rotacionar o tronco pouco a pouco, assim que alcançar o equilíbrio, vire sua cabeça para que você possa ver a mão direita ‘no ar’. 

A postura é uma ótima opção para quem precisa aliviar as dores na coluna e também estimular o sistema nervoso.

Tempo de permanência: 20 segundos

Postura de peixe (Matsyasana)

Diferente de todas as outras posturas de yoga apresentadas anteriormente, a Matsyasana é uma posição invertida, na qual o praticante puxe seu corpo com a ajuda dos cotovelos, apoiando os antebraços no chão e inclinando-se sobre eles, de forma que eles se mantenham  paralelos um ao outro. 

Eleve o tórax arqueando suas costas e deixe sua cabeça descansar apoiada no chão. Respire profundamente enquanto executa o exercício.

A última das posturas de Yoga da nossa lista para iniciantes favorece a respiração e alonga as costas e pescoço. 

Quer ter uma ótima noite de sono? Veja aqui como a Yoga pode ajudar a combater a insônia. 

Para fazer em casa

Gostou de conhecer um pouco mais sobre essas posturas de Yoga? O Namu é a primeira plataforma online com foco em qualidade de vida. São inúmeros cursos que auxiliam o bem-estar e uma vida mais saudável. Temos uma seleção variada de aulas de yoga para fazer onde e quando quiser. Para conhecer e começar a praticar clique aqui!