Entre os inúmeros benefícios do yoga, um dos mais importantes e mais fáceis de ser comprovado é o aumento da flexibilidade. Por meio de posturas simples, é possível alongar todos os grupos musculares com segurança, evitando dores e lesões nos ligamentos, tendões e articulações.

Ao contrário dos treinos aeróbicos e de força, o yoga para aumentar a flexibilidade trabalha o alongamento de uma maneira mais lenta e sutil, porém os resultados são incontestáveis. A prática constante de yoga não apenas aumenta a força dos músculos e promove o equilíbrio corporal, mas também torna o corpo mais flexível e maleável.

Apesar de ser normalmente esquecida no dia a dia, a flexibilidade tem importância fundamental na execução de nossas tarefas diárias. Um corpo firme e flexível:

  • consegue realizar movimentos com maior amplitude;
  • apresenta uma postura adequada;
  • tem menor risco de diversas doenças, inclusive cardiopatias;
  • possui uma função respiratória mais eficiente;
  • tem aparência mais jovem e maior vitalidade.

Quer experimentar o yoga para aumentar a flexibilidade do seu corpo e comprovar todos os benefícios que essa prática pode oferecer? Confira algumas posturas perfeitas até mesmo para iniciantes:

1. Bitilasana

Conhecida como a postura da vaca, esse ásana alonga o pescoço e as costas, aliviando as tensões e reduzindo a dor ciática. Ela é praticada em quatro apoios, com os joelhos alinhados aos quadris e os pulsos na mesma linha dos ombros. Durante a inspiração, deve-se arquear as costas, alongando a coluna do pescoço até o cóccix.

2. Kapotasana

A Postura do Pombo é uma das mais conhecidas no yoga para aumentar a flexibilidade, alongando diversos grupos musculares, como costas, peito e virilha. Esse ásana possui diversas variações.

Uma delas é praticada da seguinte forma: na posição sentada, uma das pernas deve estar flexionada e a outra estendida para trás. A cada inspiração, as costas e a região dos ombros deve ser alongada, fortalecendo, ao mesmo tempo, os músculos das pernas e o alongamento da virilha.

3. Halasana

Também chamada de Plough Pose, consiste em se deitar com os braços alinhados ao lado do corpo, e levantar as pernas até que as costas se afastem do solo. Em caso de dificuldade em manter a postura, é possível apoiar as costas com as mãos, buscando elevar os pés acima da cabeça.

Esse ásana reduz as tensões no pescoço e na região lombar, alongando profundamente os músculos e melhorando a flexibilidade.

4. Uttasana

Um dos exercícios mais clássicos do yoga para aumentar a flexibilidade, que também é utilizado antes da prática de atividades físicas, é conhecido como Mãos para Pés. Por meio dessa postura é possível alongar e fortalecer ao mesmo tempo os músculos das pernas e a coluna vertebral.

Basta permanecer em pé, com as pernas esticadas, levantando os braços acima da cabeça durante a inspiração. Em seguida, deve-se dobrar o corpo para frente sem flexionar as pernas, até que os dedos das mãos toquem os pés.

Os efeitos do yoga, na flexibilidade e consciência corporal, podem ser observados após algumas semanas de prática. Inicialmente, 30 segundos em cada posição são suficientes para alongar o corpo, sempre respeitando os limites individuais.

A evolução lenta e constante torna a prática de yoga para aumentar a flexibilidade uma opção segura e eficiente.

Além disso, a pratica pode ser considerada uma forma de meditação trazendo benefícios ao corpo e à mente ao mesmo tempo. Que tal começar a praticar yoga hoje mesmo?