Você já ouviu falar em Hot Yoga? Conhecida também como Bikram Yoga, foi inventada por Bikram Choudhury ao tentar se curar de uma lesão no joelho. 

Ele ordenou as 26 posturas do tradicional  hatha yoga em uma sequência específica. Criando o método durante a década de 70, em Los Angeles, Califórnia,

Para quem quer emagrecer e ficar com tudo em cima, a modalidade é uma opção bastante interessante. Pois une os exercícios aeróbicos e de fortalecimento muscular, o que ajuda a prevenir doenças, desintoxicar o corpo. Além de proporcionar maior sensação de disposição e bem-estar. 

Como funciona a Hot Yoga

A prática é realizada em uma sala aquecida por volta de 40ºC. O que ajuda a relaxar os músculos e as articulações, permitindo um alongamento seguro e mais intenso. Além disso, as salas aquecidas de hot yoga promovem um maior grau de transpiração, o que ajuda a desintoxicar o corpo. 

Para quem não se imagina fazendo mil e uma poses diferentes de yoga, a hot yoga consiste na repetição de apenas 26 ásanas (posições) e dois pranayamas (exercícios de respiração). E o melhor: a sequência realizada é sempre a mesma! 

Isso porque o objetivo principal do método é realizar as poucas asanas com o máximo de perfeição. Outro ponto peculiar da Bikram Yoga é a sala ser cheia de espelhos. 

Eles estão presentes nas aulas para que o praticante possa ver os movimentos sendo realizados em todos os ângulos, aprimorando as posições a cada aula.  

Por que as aulas de Bikram Yoga são realizadas em salas aquecidas? 

O calor ativa a circulação, relaxando a musculatura e as articulações. Isso permite aumentar a amplitude de movimento, proporcionando maior flexibilidade e agilidade durante a execução dos movimentos. 

Mas, não se engane, que a hot yoga não é uma aula fácil. A prática exige um grande esforço cardiovascular e muscular. 

Os 26 asanas do hot yoga tratam o corpo de maneira uniforme, incluindo os órgãos internos, sistema linfático, ligamentos, tendões e articulações. 

hot yoga

Mas não só o corpo físico sente as melhorias, a saúde mental e emocional também são privilegiadas com a prática. 

De acordo com o idealizador do método, Bikram Choudhury, “quando você quer dar forma ao metal, sendo ele um objeto rígido, é necessário aquecê-lo primeiro para depois começar a moldá-lo, aí ocorre a transformação”. 

Agora que você sabe mais sobre a prática, continue a leitura e conheça os benefícios do Hot Yoga para a saúde física, mental e emocional. 

Mantenha a saúde das articulações em dia 

Alguns entusiastas do hot yoga acreditam que o líquido sinovial – que funciona como “lubrificante” das articulações – fica mais fino no calor, o que ajuda a relaxar os músculos e as articulações, prevenindo doenças nas articulações.

Acalme a mente com a hot yoga 

Por saber quais posturas serão realizadas durante a aula, o praticante sente-se mais relaxado e acaba meditando, prestando atenção apenas na respiração e no movimento do corpo. Podemos dizer que o hot yoga é uma meditação em movimento

E mais: por ajudar no relaxamento muscular, o hot yoga ainda ajuda a diminuir as dores de cabeça e controlar as tensões provocadas pelo stress da vida cotidiana. 

Ajuda a prevenir doenças do coração

Além de facilitar a execução das posturas, a prática dos exercícios no calor ajuda manter a saúde cardiovascular em dia. 

Isso porque as altas temperaturas dilatam as veias e artérias, fazendo o coração trabalhar de forma mais intensa para bombear o sangue pelo corpo. 

Queime até 900 calorias por aula

Para quem quer emagrecer, mas não é fã dos métodos tradicionais das academias, o Hot Yoga queima até 900 calorias por aula e ainda fortalece a musculatura.

O hot yoga é contraindicado em alguma circunstância? 

Apesar dos muitos benefícios do hot yoga, a modalidade é contraindicada para gestantes por conta das altas temperaturas. Já as pessoas com problemas cardiovasculares ou de pressão devem consultar um médico antes de iniciar a modalidade.

Beba muita água (mas muita mesmo!)

Manter a hidratação em dia é fundamental. Beba entre dois e três litros de água por dia para evitar náuseas e tonturas. Procure tomar pequenos goles de água para se hidratar durante a aula.

Não leve seu corpo ao limite

Durante a execução dos movimentos, a impressão será que a sala está ainda mais quente. Então, se sentir qualquer desconforto ou necessidade de parar para recuperar o fôlego, faça uma pequena pausa e respire. Caso o mal-estar persistir, chame o instrutor e peça ajuda. 

Um alerta para os iniciantes: a sala quente é  calcanhar de Aquiles para quem quer começar a praticar o hot yoga, e não raro escutar relatos de pessoas que sentiram náuseas e até mesmo tontura nas primeiras aulas. 

Por isso, nada de pressa,  a adaptação ao hot yoga deve ser realizada com muita calma e paciência. 

Desmistificando conceitos sobre o hot yoga 

Segundo estudo realizado pelo Conselho Americano de Exercício (ACE), a aula de yoga em alta temperatura não traz nenhum malefício à saúde. E, ao contrário do alardeado por aí, a frequência cardíaca não sobe mais do que a observada durante uma aula de yoga convencional. 

Ou seja, apesar da impressão do esforço físico ser maior por conta do calor, isso não é real. A verdade é que a intensidade do exercício praticado durante a hot yoga é a mesma que em qualquer outra aula de yoga. 

Recomendações básicas para quem quer praticar o hot yoga

  • Faça no máximo três aulas semanais de até 90 minutos cada;
  • Nunca faça aula de estômago vazio e certifique-se de comer algo leve 3 horas antes da aula de hot yoga;
  • Use roupas leves, como shorts, tops ou regatas;
  • De preferência, faça a aula com os pés descalços.

Ficou com vontade de iniciar a prática de yoga, mas não sabe como começar? A terapeuta corporal e professora Thais Dalla Zanna, ensina passo a passo do yoga para iniciantes. Clique aqui e confira!