O yoga em dupla é uma prática que tem crescido no ocidente. Cada vez mais é comum professores oferecerem esse tipo de aula para quem deseja realizar o método com o companheiro ou amigo. A conexão estabelecida entre os participantes é grande, a ponto de um confiar totalmente no outro durante a execução do asanas.

Os benefícios do yoga em dupla são tão diversos quanto o individual. Com a prática constante, é possível ter o corpo mais flexível, o parceiro mais próximo e estabilidade emocional .

Além disso, realizar aulas de uma a duas vezes por semana (ou até mais) aumenta a concentração, melhora a postura e alivia sintomas de estresse e ansiedade, ou seja, só há vantagens.

É importante lembrar que antes de fazer qualquer postura é preciso ter o aval médico, caso possua algum problema sério de saúde. Os parceiros não necessitam ter o mesmo nível de yoga, basta respeitar o próprio corpo, e o do outro, para ter uma prática calma e fluída.

Preparado? Confira, a seguir, uma sequência com três exercícios de yoga para praticar em dupla.

Postura para aquietamento

Essa postura é ótima para acalmar a mente e perceber a condição do seu corpo. Por isso, realize-a em um ambiente calmo e com a temperatura amena.

Deite no mat com a coluna voltada para o chão. Em seguida, segure o joelho direito com as duas mãos (não force), perna esquerda esticada. Permaneça nessa postura e sinta sua coluna. Respire lentamente e relaxe. Ambos devem fazer a postura.

Levante devagar e sente-se.

Supta padangusthasana I

Sente com as pernas esticadas. Coloque o cinto no meio do pé esquerdo e a outra parte na virilha direita. Feito isso, deite e levante a perna direita. O seu companheiro pode ajudar a regular o cinto.

A pessoa em pé deve ficar atrás de você e deve colocar o outro cinto no seu tornozelo direito, próximo ao calcanhar, ir para trás. Feito isso, segure o tornozelo direito de quem está em pé. A pessoa em pé deve puxar o cinto. Permaneçam na postura um minuto. Façam do outro lado.

Troque de lugar com o parceiro. Sempre pergunte para o outro se pode puxar mais e como ele está. Mantenha essa conexão com o parceiro.

Supta padangusthasana II

Volte para a postura inicial. Coloque o cinto do mesmo jeito que o primeiro asana. Cinto no pé esquerdo e a outra parte na virilha direita. Dobre o segundo cinto no meio, coloque no tornozelo (próximo ao calcanhar) e segure com a mão direita. Feito isso, o seu parceiro deve segurar a perna esquerda com a palma da mão direita. A mão esquerda empurra a sua perna direita para o lado direito. Volte e faça para o outro lado. Troque com o parceiro.

O que achou dos asanas? Essas posturas fazem parte do curso do professor Sandro Bosco: Hatha yoga e o alinhamento postural em duplas. Nas aulas, o profissional explica o passo a passo para a realização de cada posição, além dos benefícios que podem trazer para a vida de ambos os participantes.