Nem todo fortalecimento muscular é por estética. Trabalhar os músculos de qualquer área é importante para a saúde, pois um corpo fraco não é capaz de realizar atividades comuns do dia a dia, quanto mais uma atividade física. E com a região do abdômen não é diferente.

Um abdômen fortalecido é muito mais do que uma barriga tanquinho. Se trabalhado da maneira correta, ajuda a sustentar o corpo e a manter a postura alinhada, o que é importante para a prevenção de dores e problemas sérios na coluna. Além disso, protege órgãos como intestino, estômago e fígado.

E você sabia que gordura acumulada na região abdominal pode contribuir para problemas cardíacos?  A má alimentação e a falta de exercícios físicos são algumas das principais razões. Essa gordura localizada pode obstruir as veias e aumentar o trabalho do coração, o que acaba por gerar grandes dificuldades para o órgão.

Agora que sabe da importância de manter o abdômen fortalecido, que tal aprender exercícios de yoga para a região? Não é preciso ir a uma academia ou ficar um longo tempo realizando abdominais, pois com simples asanas você consegue trabalhar o local e proporcionar todos os benefícios que o seu corpo necessita. Preparado?

Exercício 1

Sente no mat em postura de lótus, com a coluna ereta. Faça uma respiração profunda, coloque toda a atenção na respiração. Deixe tudo o que te preocupa e foque na respiração. Não controle os pensamentos. Leve a palma da mão em frente ao peito (namastê). Permaneça por alguns instantes, o quanto achar necessário. Abaixe as mãos.

Exercício 2 – Pranayama

Agora, prepare-se para fazer o kapalabhati, pranayama que significa respiração do crânio brilhante. Ele ativa a região do abdômen. É normal sentir um pouco de tontura durante a realização. Caso seja forte e constante, pare.

Coloque a mão no abdômen, afunde o diafragma e solte o ar em um golpe. Respire com a mão na região e solte o ar fortemente. Inspiração longa, expiração seca. Expire até o ar sair, sempre contraindo o abdômen. A expiração produz barulho.

Feche os olhos, descanse e observe. Repita.

Exercício 3

Sentado, leve a mão direita e o cotovelo em direção ao chão. Os glúteos têm que estar colados ao chão. Se o cotovelo não tocar o chão, não tem problema. Eleve o braço esquerdo e faça uma curva com o braço esquerdo. Estique bem.

Eleve o olhar para o teto. Permaneça na postura e sinta alongar a lateral. Inspira volta, expira faça para o outro lado. Foque na respiração. Volte para a posição inicial.

Exercício 4

Deite no mat de barriga para cima com os pés levemente afastados. Leve as mãos aos joelhos, sem agarrá-los. Curve a coluna e traga o queixo em direção ao peito. Curve a coluna, vertebra por vertebra, sem tirar os pés do chão. Desça devagar. Não deixe o abdômen ir para fora, continue tranquilamente. Respire e permaneça na postura, mesmo se tremer. Sinta as vertebras colarem no chão. Quando as escapulas tocarem o chão, desça todo o corpo.

Estique as pernas e coloque os braços ao lado do corpo. Inspire e eleve uma perna, expire desça a mesma perna. Inspire eleve a outra perna, expire desça a perna. Se a perna começar a dobrar, não eleve tanto.

Repita algumas vezes e faça com as duas pernas. Inspira sobe as duas pernas, expira desce as duas pernas. Não toque os pés no chão. Se a perna dobrar não eleve tanto, se a lombar doer não desça tanto. Você também pode colocar as mãos em baixo da bunda para auxiliar. Repita algumas vezes.

Abaixe as pernas e permaneça na postura do cadáver por alguns instantes.

Gostou dos exercícios e quer aprender mais? Confira o curso da professora Renata Zanotto Yoga, treinamento de força e resistência e desfrute de todos os benefícios da prática.