Sem tempo para ler? Que tal OUVIR esse texto? Aperte o play abaixo e ouça o post.

O hatha yoga pode ser um bom pedido para quem tem vontade de praticar yoga e não sabe como começar. A prática é uma variação do yoga no Ocidente, inclusive é considerada a mais popular. Os movimentos são mais fáceis de serem executados, se comparados a outros estilos.

Também conhecido como hatha vidya, o hatha yoga foi introduzido no século XV, na Índia, pelo yogi Swatmarama. Trata-se de uma variação baseada na prática de asanas — que é definida como um conjunto de posições para nos mantermos confortáveis e estáveis. Ele é praticado com o objetivo principal de conquistar a vitalidade e a boa saúde física e mental.

Esse método ainda dá muita ênfase ao corpo e ao alinhamento postural, importante para realizar as posturas corretamente. Para isso, além dos asanas, trabalha como pranayamas (técnicas de respiração), mantras e meditação.

Quer saber mais? Neste post falaremos sobre esse tipo de yoga, que é o mais apropriado para quem deseja começar a atividade. Ele conduzirá, gradualmente, às práticas iniciais relacionadas a respiração, concentração e meditação.

Benefícios do hatha yoga

Assim como qualquer outra atividade, o hatha yoga pode ser muito benéfico à saúde. O método vai além do fortalecimento e da elasticidade dos músculos. A prática constante pode ajudar a equilibrar o corpo e a mente e a proporcionar grande bem-estar. Vamos lá? Confira algumas vantagens.

1. Fortalece e alonga a musculatura

Apesar de não serem somente esses os objetivos da prática, ela fortalece e alonga os músculos do corpo, tanto os externos quanto os internos. Isso gera, automaticamente, bem-estar, energia e saúde para o seu dia a dia.

2. Amplia a consciência corporal

Com a prática de yoga, o aluno adquire autoconhecimento e vai detectando alguns sinais mais evidentes de tensão muscular. Com isso, ele se torna capaz de controlar as variadas situações de estresse que se apresentam ao longo do dia.

Ter consciência corporal é importante para manter a saúde do corpo. É ela que te dá limites para realizar as atividades físicas, o que ajuda a prevenir das possíveis lesões causadas pelo excesso de força.

3. Promove o equilíbrio do chacras

Os chacras são centros de energia que se localizam no perispírito — responsável por ligar corpo e espírito. Eles dão a energia necessária para manter o equilíbrio entre a área física e mental, por isso a importância.

Quando estão equilibrados, por meio da prática de posturas (asanas), meditação e mantras, colaboram para integrar corpo, mente e espírito.

4. Evita um fluxo contínuo de pensamentos que prejudicam o foco

A prática de yoga tem como um dos seus objetivos, por meio da meditação, evitar uma sucessão de pensamentos — que faz com que, muitas vezes, desviemos nosso foco do que é realmente importante. Quando o praticante chega a esse estado, é possível sentir uma sensação de paz e felicidade.

Manter a atenção no presente é importante para manter o bem-estar. Não que você não possa pensar no passado ou nas coisas que estão por vir, mas fazer disso algo em extremo pode comprometer a sua saúde física e mental.

E assim como o yoga, o mindfulness é uma prática ótima para focar no presente e deixar o dia a dia mais leve.

5. Melhora a postura

A prática do hatha yoga beneficia a postura, contribuindo para o alívio da dor, principalmente para aqueles que sofrem de problemas crônicos. A realização adequada dos asanas tem como uma de suas funções promover um efeito calmante e relaxante.

Posições de meditação do Hatha Yoga

Agora que já sabe mais sobre o método hatha yoga, que tal desfrutar desses benefícios na prática? Apesar de parecerem difíceis, os asanas podem ser feitos por qualquer pessoa, desde que não tenha problemas ou seja liberada pelo médico.

Se não conseguir realizar o asana na primeira tentativa, não se preocupe. A flexibilidade vem com o tempo, o importante é não forçar uma postura, pois poderá se machucar.

Quer aprender o passo a passo? Confira, a seguir, algumas posições mais realizadas na prática do hatha yoga.

1. A posição da cobra (bhujangasana)

Na posição de cobra, devemos deitar com as palmas voltadas para o solo na direção dos ombros. Os cotovelos devem ficar dobrados e mantidos próximos ao corpo. A técnica deve ser de inspirar e esticar levemente os braços para levantar o peito do solo — mantendo o umbigo encostado no chão. O praticante deve contrair os glúteos.

2. A posição do barco (Navasana)

O praticante deve se equilibrar, sentado, elevando as pernas e o tronco, formando um ângulo de 45° com o chão, em seguida deverá elevar os braços, mantendo-os paralelos ao solo.

3. Posição da árvore (Virksasana)

É também uma posição de equilíbrio, onde as pernas do praticante simbolizam o tronco e, os braços, os ramos da árvore. O praticante deve se manter equilibrado em apenas uma perna e dobrar a outra, colocando a planta do pé no tornozelo ou na coxa. As mão ficam juntas, na altura do peito.

4. Posição de cachorro olhando para baixo (Adho Mukha Svanasana)

Conhecida como posição de saudação ao sol — assim como a da cobra. A prática consiste em levar os braços e pernas separados ao tapetinho, formando um V invertido.

5. Posição de triângulo (utthita trikonasana)

Trata-se de uma posição de alongamento lateral. O praticante deverá abrir as pernas e esticar seu tronco para a direita, inclinando-se — para frente ou para trás — e colocando a mão direita até o ponto que conseguir chegar (como panturrilha, tornozelo ou pé).

Gostou desse post sobre hatha yoga? Então confira o curso online da professora Camila Reitz. No curso Hatha vinyasa yoga e a meditação em movimento você tem a oportunidade de aprender o passo a passo de asanas para uma vida mais plena e cheia de saúde. Não perca mais tempo!

Não se esqueça também de seguir nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro das nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube. Até a próxima!