Você conhece os benefícios da yoga? Com origem há mais de dois mil anos, a yoga surgiu como uma filosofia de vida. Isso não quer dizer que a prática não seja, atualmente, considerada um caminho a seguir, mas, com o decorrer dos anos, é possível notar uma série de mudanças sofridas — exemplo disso é a forma como algumas pessoas enxergam a yoga no ocidente.

Há quem realmente a abrace como uma verdadeira ideologia, já outros, no entanto, apenas como um método de atividades físicas que pode contribuir para o bem-estar, sendo que são diversos os benefícios da yoga. De um jeito ou de outro, uma coisa é certa: a prática acalma a mente e fortalece o corpo físico, emocional e espiritual  — a própria palavra, inclusive, tem como um dos seus significados a união.

A prática nascida na Índia é uma boa alternativa para quem deseja aumentar a lista de atividades que melhoram a qualidade de vida. Nos dias de hoje, a yoga é dividida em diversas modalidades. Confira quais são elas!

Quais as modalidades de yoga?

Hatha Yoga

Sendo considerada a yoga clássica, essa é a modalidade mais conhecida e praticada no ocidente. O Hatha Yoga é muito indicado para iniciantes, pois trabalha, principalmente, a respiração, o equilíbrio, a concentração e a postura, o que promove relaxamento.

Com um menor número de posições, utilizando apenas as mais básicas, o Hatha segue a filosofia de trabalhar a mente utilizando o corpo.

Ashtanga Yoga

Derivada do Hatha Yoga, essa modalidade exige muita força e flexibilidade, além de consciência corporal. Esse é, certamente, o tipo mais intenso e pesado de yoga, exigindo uma certa preparação de seus praticantes para acompanhar as seis séries fixas de sequência de posturas.

Por meio do suor liberado, acredita-se que, com o Ashtanga, é possível desintoxicar o corpo e limpar o sangue, além de que, com a prática, você adquire resistência física, muita força muscular e concentração.

Bikram

Esse método trata-se de uma série de 26 posturas clássicas do Hatha Yoga, as quais são repetidas duas vezes por aula. Assim, essas são divididas em posturas deitadas e em pé, sendo que a primeira dura 30 minutos, e a segunda, 60.

Por ser muito praticado em uma sala aquecida, esse estilo ganhou o apelido de Hot Yoga.

Vinyasa

Sendo também uma variação do Hatha Yoga, esse estilo, como o anterior, trabalha com séries fixas. Muito praticada nos Estados Unidos, essa modalidade ganhou destaque principalmente na década de 1990.

O sucesso do Vinyasa é devido à sua força e à sua dinamicidade, com posturas alinhadas ao ritmo acelerado da respiração, o que imita a vida moderna nas grandes cidades.

Iyengar

Essa linha preza, principalmente, pelo controle da respiração, pelo alinhamento e pela precisão da postura. Assim, o Iyengar costuma priorizar a permanência em cada posição por um tempo muito maior que nos outros estilos.

Além disso, nesse tipo de yoga, são utilizados cintos, blocos e faixas para adaptar as posturas para praticantes de qualquer idade e com todos os tipos de corpos.

Kundalini Yoga

Sendo uma energia que fica adormecida na base da coluna vertebral, a Kundalini é conhecida como o primeiro dos chakras — os famosos centros energéticos do corpo.

Se despertada, essa energia atinge a cabeça e todos os outros chakras, o que resulta na expansão da consciência. Relacionada à medicina ayurvédica, essa linha também trabalha com a respiração, a postura e a meditação, além de gestos com as mãos, chamados de mudras.

Superioga

Criado pelo instrutor brasileiro Paulo Junqueira, o Superioga é o estilo mais dinâmico e com posturas que trabalham, de forma intensa, o corpo e a mente. Inclusive, essa pode ser a linha mais eficaz para quem deseja perder peso, se comparada aos outros tipos.

Assim, são diversas as modalidades pelas quais você pode optar para praticar a yoga. Confira, a seguir, alguns benefícios da atividade, que agrega vantagens tanto para o seu corpo quanto para a sua mente.

Quais os benefícios da prática?

Redução do estresse

O estresse prejudica uma pessoa por completo, incluindo a mente e o corpo. Para os praticantes de yoga, o alívio da condição pode ser percebido nas primeiras aulas. A concentração exigida durante a prática, os exercícios de respiração — também conhecidos como pranayamas — e as meditações são alguns dos responsáveis pela diminuição do problema. Dessa forma, a yoga se torna mais do que uma atividade física na vida dos seus adeptos.

Com a prática e a redução do estresse, o seu corpo consegue equilibrar os hormônios e regular o sistema nervoso. Assim, as glândulas adrenais passarão a funcionar melhor, reduzindo os níveis de cortisol — o hormônio do estresse — na corrente sanguínea.

Isso pode favorecer a manutenção de pensamentos mais positivos em relação à vida, além de não deixar que a ansiedade tome conta de todas as más situações. Alguns minutos de meditação podem ser essenciais para conectar o corpo e a mente, além de ajudar a encontrar o seu centro, o que trará boa energia e auxiliará na sua rotina.

Aumento da concentração

Outro aspecto que a yoga é capaz de melhorar é o seu poder de concentração, tanto em relação às questões mentais quanto ao próprio controle corporal. Isso acontece porque essa atividade demanda muita atenção na respiração e na execução das posturas, evitando a distração em torno de pensamentos aleatórios.

O interessante é que a concentração aumenta não só durante as aulas, mas em qualquer ato a ser executado, seja uma atividade no trabalho, seja o estudo, seja qualquer outra ação física.

Existem, no entanto, alguns exercícios que podem ajudar nessa questão. São eles: pranayamas (exercícios de concentração), que auxiliam a manter a respiração correta; trataka (prática de meditação); surya namaskar (saudação ao sol); dhanurasana (posição de arco); e sarvangasana (postura da vela).

Elevação do nível de autoaceitação

A prática da yoga estimula você a se entender melhor, não julgando a si mesmo e àqueles à sua volta. Com a atividade, você adota o seu ritmo, entende seus limites e aumenta o seu nível de autoaceitação. Assim, sente-se mais inspirado para seguir os seus sonhos e ir à busca de suas conquistas, o que também gera mais motivação.

Reforço à memória

O seu corpo também passa a responder positivamente aos estímulos da yoga, já que ela faz com que haja uma melhora na circulação sanguínea. Isso proporciona um melhor funcionamento do cérebro e um aumento na sua capacidade de memória, habilidade que é fundamental.

Auxílio ao emagrecimento

Como o relaxamento proporcionado pela yoga reduz o estresse e a ansiedade, fatores que também são responsáveis pela alimentação compulsiva e em excesso, a prática regular pode ajudar no emagrecimento.

Além disso, a yoga aumenta a disposição do praticante, fazendo-o realizar mais atividades que gastam energia. Com a prática, alguns órgãos, como o fígado, ganham mais força vital, executando todas as suas funções corretamente.

Lembre-se de que o fígado, por exemplo, é o responsável por desintoxicar o organismo e purificar o sangue, melhorando todo o sistema circulatório. A prática da yoga também colabora com a queima de calorias, que pode acontecer em maior quantidade, conforme a intensidade dos exercícios e a modalidade escolhida.

Combate da depressão e da síndrome do pânico

Também por reduzir o estresse e a ansiedade, a yoga ajuda em muito no processo de recuperação, evitando, ainda, o desenvolvimento dessas patologias psicológicas.

Trabalhando muito a mente, a atividade aumenta diretamente a produção e liberação de neurotransmissores no sistema nervoso, provocando uma sensação de relaxamento, prazer e bem-estar, o que está associado ao tratamento da depressão e da síndrome do pânico.

Promoção do desempenho sexual e da qualidade do sono

A melhora na circulação sanguínea, devido ao fortalecimento dos vasos e à renovação sanguínea, principalmente, nas posições invertidas, resulta num melhor desempenho sexual. Já o relaxamento e a redução do estresse proporcionados pela yoga podem ajudar a dormir melhor. Você mesmo pode escolher quando executar os movimentos —pela manhã ou à noite —, mas o ideal é ter a mente calma para desfrutar de um sono tranquilo.

Caso prefira praticar yoga no período da noite, o ideal é realizar as posições, e, até mesmo, meditar, uma hora antes de se deitar, a fim de ter um sono cheio de paz e sem interrupções.

Fortalecimento da musculatura

Os músculos são muito importantes para o corpo. Sem eles, não seria capaz realizar qualquer tarefa do dia a dia, como carregar uma sacola ou subir uma escada.

Por conta disso, precisam de atenção especial. Assim como o pilates, a yoga auxilia nesse fortalecimento muscular. Os seus exercícios não trabalham só com o alongamento dos músculos e a flexibilidade, mas aumentam também a sua força. Então, quem quiser “tonificar” a região, pode encontrar, na yoga, uma ótima opção.

Como praticar em casa?

Crianças, jovens, adultos, idosos e até gestantes podem praticar yoga, caso não haja nenhum problema de saúde impeditivo. No caso de uma mulher grávida, no entanto, é de extrema importância o aval do seu médico.

Além de ser uma possibilidade de atividade para todas as idades, a prática pode acontecer em todos os lugares e a qualquer horário do seu dia.

Não abra mão dos benefícios da yoga por falta de tempo. Além de econômicos, cursos on-line são ótimos para estimular a atividade no aconchego do seu lar e têm as mesmas vantagens de uma aula presencial. Depois de conferir esta lista de benefícios, você não vai querer ficar de fora, não é mesmo? Agora, é só experimentar e sentir cada um deles.

Gostou das nossas dicas? Então cadastre-se já em nosso site e receba informações sobre novos cursos direto em seu e-mail. Vamos lá!