Dinâmica e fisicamente rigorosa, a Ashtanga Yoga é caracterizada pela  focalização do olhar em um ponto fixo (dristi), e a coordenação da respiração (pranayama) com a sequência fixa de posturas (asanas).

Mas os benefícios da Ashtanga vão além: os movimentos realizados são ótimos para tonificar o corpo, melhorar a força muscular e o equilíbrio, dar mais consciência corporal, equilíbrio emocional e serenidade mental.

Isso porque durante a prática os exercícios físicos e respiratórios feitos em coordenação às contrações de plexos e fixação ocular, aumenta o calor interno corporal e a transpiração, desintoxicando músculos e órgão internos. 

O resultado é uma melhora na circulação sanguínea, um corpo forte e flexível, mas também uma mente muito mais tranquila. Segundo praticantes e professores de ashtanga yoga, a prática pode ser considerada como uma meditação em movimento.

Quer saber mais sobre a Ashtanga Yoga? Continue lendo o artigo e esclareça suas dúvidas sobre o assunto!

Origem da Ashtanga Yoga

Ashtanga, em sânscrito, significa oito partes, e faz referência aos oito princípios da yoga, enquanto Vinyasa significa sincronia. Ou seja, diferente da yoga tradicional, que executa os movimentos de forma separada, a Ashtanga Vinyasa unifica oito posições em uma única prática. 

Para quem não conhece o conceito da prática, ele foi desenvolvido em 1970, por Pattabhi Jois e seu mestre Tirumalai Krishnamacharya, como base no manuscrito sobre técnicas de Hatha-Yoga aplicadas em seis séries específicas de posturas, encontrado na biblioteca da Universidade de Calcutá. 

O manuscrito trazia ainda referências sobre a sequência de posturas e detalhamento do ritmo respiratório realizados durante a Saudação ao Sol. E Jois desenvolveu a partir deles um estilo rigoroso de yoga. Onde o praticante segue uma sequência única e específica de posturas. 

Isto é, apesar da Ashtanga Yoga ter tudo a ver com  ritmo atual da vida moderna, a técnica tem suas bases em uma das sequências mais antigas do Yoga, a Saudação ao Sol. 

Desafie-se e pratique a ashtanga yoga sem sair de casa

Antes de começarmos é importante explicar que a saudação ao Sol – que pode ser feito de duas formas e chamadas Surya namaskar A e B – é um exercício de movimento e respiração que funciona como uma preparação para as ásanas. 

Para evitar lesões é  importante manter o alinhamento do corpo em cada postura. E durante a realização de cada movimento, combine-os com uma respiração sussurrante enquanto sustenta a contração da parte inferior do abdômen.

ashtanga yoga

Antes de achar que a saudação do sol é mais um exercício de aquecimento, saiba que o objetivo dela é ativar a sua mente, além de ordenar corpo e respiração, ganhando força e equilíbrio em geral. 

Alguns praticantes afirmam ainda que os movimentos da saudação ao sol podem ser considerados uma reverência ao deus védico do sol, Savitri, ou ao próprio astro-rei.

Comece praticando as duas formas da saudação do sol 

Surya namaskar A

1.  ekam

Com os pés juntos, relaxe o corpo enquanto eleva os braços unindo as mãos acima da cabeça, olhando fixamente para o seu dedão. 

2. dve

Exale flexionando o corpo para a frente, fazendo a posição de uttanasana, levando a cabeça em direção aos joelhos. 

3. trini

Mantendo a uttanasana, eleve a cabeça, sem forçar a nuca, mas alongando a coluna como se entre cada vértebra começasse a abrir um espaço. 

4. chatvari

Dobre os joelhos e exale o ar enquanto caminha para trás até ficar na posição de flexão de braço, o chaturanga dandasana. Enquanto faz o movimento olhe para a ponta do nariz. 

Se possível mantenha tórax, abdômen e pernas elevados do chão, deixando apenas  as mãos e as pontas dos pés como ponto de contato com o chão. 

5. pañcha.

Eleve o tronco, enquanto enche o pulmão de ar, fazendo urdhva mukha svanasana, a posição do cachorro olhando para cima. 

Durante o movimento, não solte o peso da cabeça para trás mantenha o pescoço firme. Já os joelhos, as coxas e a pélvis ficam elevados, sem nunca tocar o chão.

6.  shat

Suspenda os quadris na posição adho mukha svanasana, também conhecida como cachorro olhando para baixo. Olhe fixamente para o umbigo e permaneça nesta posição durante cinco respirações. 

Ao se apoiar sobre os braços, distribua o peso de maneira uniforme entre as mãos e os pés, mantenha as patelas elevadas, as coxas firmes, o cóccix apontando para cima e as costas na mesma em linha reta em relação aos braços.

7. sapta

Ande para frente até conseguir encostar nos pés com as mãos. Em frente a um espelho, olhe para o ponto entre as sobrancelhas, e repita a segunda variação do uttanasana.

8. ashtau

Flexione o tronco com corpo em uttanasana, olhando fixamente para a ponta do nariz.

9. nava

 Eleve o corpo, olhando para um ponto fixo entre as sobrancelhas. Mantenha a espinha ereta e faça pequenos movimentos com os braços. Uma opção é trazer as mãos acima da cabeça, sempre olhando para os polegares.

Benefícios do Ashtanga Yoga

Os benefícios da yoga já são conhecidos para a maioria das pessoas, mas é sempre bom reforçá-los! Dá só uma olhada nos benefícios da Ashtanga Yoga:

  • Ganhar flexibilidade; 
  • Tonificar e fortalecer os músculos profundos; 
  • Aprender a respirar ;
  • Aprofundar seu autoconhecimento
  • Aumentar sua capacidade de concentração; 
  • Despertar autoconsciência; 
  • Controlar o estresse e aliviar as tensões;
  • Abaixar sua pressão sanguínea;
  • Perder peso:
  • Proporcionar sensação de relaxamento e bem-estar.

Tem interesse pela prática? O Namu tem um curso online de Ashtanga Yoga para te ajudar a praticar quando e onde quiser. A prática alia respiração, meditação e movimentos desafiadores, em aulas dinâmicas e revigorantes, ótimas para quem busca aprofundamento na modalidade e sentir os efeitos práticos na qualidade de vida.

Quer saber mais? Acesso o nosso site, confira todos os detalhes do nosso curso online de ashtanga yoga e comece hoje mesmo!