O tai chi chuan é uma arte marcial milenar chinesa que contribui para o aumento da flexibilidade e da força muscular. Além disso, ainda funciona como um sistema antiestresse capaz de queimar, em média, 300 calorias em uma hora de aula. Quer saber mais sobre essa atividade e sobre os benefícios que ela proporciona? Então acompanhe o artigo que preparamos especialmente para você!

Afinal, o que é?

Conta a lenda chinesa que a prática foi criado pelo mestre taoísta Chang San Feng, depois de observar o combate entre uma garça e uma serpente.

Durante a luta, os animais, cada um com suas características, demonstravam flexibilidade, leveza, energia, rapidez e acuidade. Ainda, demonstravam também capacidades especiais para permanecer em luta durante longos períodos.

quais os benefícios do tai chi chuan?
Tai chi chuan.

Segundo a lenda, a luta entre os dois animais durou muito tempo. E assim, ela serviu de inspiração e levou Chang San Feng a desenvolver as técnicas do tai chi chuan.

Já em sua origem, a arte foi criada com propósitos diversos. Isso porque os praticantes de tai chi chuan, além de viverem nas montanhas isoladas da China praticando a calma interior, tinham também que se defender dos invasores intermitentes da época. 

A prática do tai chi chuan sempre serviu a necessidade tanto de “cultivo interno” quanto de “luta” desse povo, já que une conceitos de força e suavidade.

Tai chi chuan nos dias de hoje

Na vida comum, tendo em vista os conflitos diários do ser humano, o tai chi (energia suprema – fusão do yin e yang) chuan (agilidade, flexibilidade e punho) ajuda o ser humano a resolver os problemas sem muito desgaste.

Isso porque seus movimentos – circulares, contínuos e lentos -, estimulam a concentração, a consciência corporal e acalmam a mente. Além disso, também colaboram para o equilíbrio das energias do corpo e a revitalização das funções dos órgãos, estimulando o metabolismo. Por esse motivo, muitas das pessoas que buscam essa atividade são profissionais liberais com elevado nível de estresse.

Isso acontece devido à sistemática dos movimentos, que são realizados de maneira lenta e de forma delimitada dentro de uma sequência preestabelecida. Dessa forma, exigem que o praticante esteja atento aos detalhes e controle os movimentos do seu corpo.

E embora a forma tradicional tenha 103 movimentos, a base fundamental da técnica descansa em princípios muito estritos. Ou seja, o tai chi chuan exige atenção contínua e percepção do corpo em profundidade por parte do praticante. 

À medida que o indivíduo se dedica à arte milenar, seu corpo inteiro se movimenta de maneira lenta, suave e controlada. Isso promove uma massagem dos órgãos internos e o fortalecimento das fáscias (membranas que recobrem os órgãos). Além disso, o tai chi também estimula a circulação sanguínea e dos líquidos que devem permear todo o corpo.

tai chi chuan

A prática regular também melhora o funcionamento dos órgãos, pois durante a atividade, o praticante respira profundamente, desintoxicando seus pulmões. Além disso, ele também transpira e tem estimulado o aparelho urinário e excretor, eliminando toxinas através desses processos.

Estudos sugerem que, mesmo sendo um exercício de baixa velocidade, o tai chi chuan ainda contribui para a saúde cardiovascular e a forma física das pessoas, além de aliviar os estados depressivos.

Benefícios do tai chi chuan

Vários são os benefícios oferecidos pelo tai chi chuan. Por esse motivo, cientistas e médicos de diversas áreas procuram estudar seus efeitos no corpo humano. Inclusive, a prática se tornou temas de Simpósio e Congressos nos Estados Unidos e na Europa. Confira a seguir, então, alguns dos vários benefícios promovidos por essa atividade milenar chinesa:

  • Diminui problemas articulares;
  • Regula as funções cardiovascular, respiratória, digestiva e hormonal;
  • Aumenta a flexibilidade e força muscular;
  • Desenvolve a coordenação motora;
  • Melhora o equilíbrio;
  • Alivia o estresse;
  • Auxilia na diminuição da ansiedade;
  • Estimula a circulação sanguínea;
  • Colabora no tratamento da osteoporose;
  • É utilizado no tratamento da depressão.

Na China é comum ver homens, mulheres e crianças praticando o tai chi chuan todas as manhãs, com o objetivo de melhorar a forma física e mental. E embora aqui no Brasil a prática da atividade seja ainda novidade, ela já está sendo adotada por escolas de ensino fundamental e médio como forma de estimular a consciência corporal e diminuir os níveis de estresse e ansiedade das crianças.

Tai chi chuan: Uma educação para o presente

No programa “Uma educação para o presente” Regina Migliori, fundadora e diretora do Instituto Migliori, defende a inserção de técnicas como a meditação e tai chi chuan na rotina escolar como forma de promover o relaxamento, a diminuição da ansiedade e a consciência do tempo presente.

Segundo Regina, é muito normal que as crianças sejam pressionadas com a pergunta: “O que você quer ser quando crescer?”. De acordo com a pedagoga, “o processo educativo viciou-se em um posicionamento no qual o desenvolvimento humano resulta em algo que vai acontecer a longo prazo e com isso se negligencia da circunstância de vida presente”, afirma Migliori. “A vida é agora, ela acontece nesse momento. Ou seja, é nele que os seres humanos precisam se perceber felizes, competentes e inteligentes”, completa.

Ainda segundo Regina, “a preocupação excessiva com o que cada um irá ser, faz com que o jovem se esqueça de que ele já é alguém nesse exato momento”. E isso gera frustração, ansiedade e estresse. E nesses momentos o tai chi chuan funciona como um verdadeiro antídoto natural contra esses problemas. Isso porque além de acalmar e estimular a concentração, também proporciona consciência corporal, tão importante na fase de crescimento.

Quer saber mais sobre os benefícios da meditação e tai chi chuan na rotina escolar das crianças? Então clique aqui e confira na íntegra o artigo no Blog do NAMU. Quer transformar o seu corpo e a sua mente? Então conheça o curso Mindfulness – Meditação em movimento com a Drª Tamara Russell.