Qualidade de vida

Parabenos: conheça os riscos dessas substâncias nos cosméticos

Usados em diversos produtos do dia a dia, os parabenos podem aumentar as chances de cânceres.

  • 22 de ago, 06:08
  • 0
saiba mais sobre os parabenos

Os parabenos são elementos utilizados como conservantes em produtos cosméticos, alimentícios e até mesmo em medicamentos. Dessa forma, eles estão presentes em uma infinidade de itens que usamos no dia a dia, como shampoos, por exemplo. Ainda, podem ser encontrados em cremes, maquiagens, hidratantes, desodorantes e até mesmo em lenços umedecidos de bebês. 

“Essa substância altera o metabolismo de glândulas e hormônios”, explica Ana Paula Takeuchi, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Além disso, pesquisas na área de saúde apontam que o uso de produtos que contêm parabenos pode estar associado a casos de cânceres, alergias cutâneas e envelhecimento precoce da pele. Quer saber mais sobre os efeitos nocivos dos parabenos em cosméticos e produtos do dia a dia? Então acompanhe o artigo a seguir!

Parabenos: os principais riscos

Os parabenos podem ser tóxicos mesmo em baixa quantidade. “Por estarem presentes em alimentos e remédios, podem causar alterações celulares e atingir diretamente a transmissão celular de sinais (cascata da carcinogênese) transformando-se posteriormente em câncer”, pontua a dermatologista Daniela Landim. 

o que são parabenos?

Ela destaca que em homens há maiores chances de aparecimento de câncer de próstata e testículos além da diminuição da quantidade de esperma. Já na mulher, há maior incidência do câncer de mama.

Isso acontece porque “as pessoas expostas aos parabenos podem, com o passar do tempo, acumulá-los no organismo. E existem indícios que isso aumentaria o risco de câncer de mama, de pele e a diminuição da fertilidade. Contudo, os estudos são controversos e ainda não há uma certeza”, pondera Valéria Campos, dermatologista e assessora do Departamento de Laser da SBD. 

Assim, “a escolha sobre consumir ou não os produtos é exclusiva do consumidor. Se houver alternativas, é sempre prudente não correr riscos ao consumir compostos químicos que possam causar, mesmo que eventualmente, problemas à saúde. 

Além disso, é importante ficarmos atentos, pois, muitas vezes, a opção de substituição dos parabenos é muito mais cara e não necessariamente melhor. Ou seja, na dúvida, converse com seu médico de confiança”, destaca a especialista.

Em entrevista exclusiva ao Namu, a médica e especialista em toxicologia Sandra Goraieb enumera os componentes tóxicos encontrados nos produtos do dia a dia. Ela também fala sobre os parabenos e os problemas que eles podem produzir na nossa saúde. Assista a seguir:

Restrições ao uso de parabeno

Se os parabenos podem trazer tantos problemas, por que ainda são liberados no Brasil? De acordo com Valéria Campos, a substância é muito barata e por isso é muito utilizada. 

“A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabeleceu como limite as concentrações máximas de 0,4% de cada parabeno. Ainda, estabeleceu também como um máximo de 0,8% de parabeno total em um produto cosmético de acordo com o a resolução feita no âmbito do Mercosul”.

A fabricação de cosméticos sem conservantes é uma alternativa para evitar o uso desse composto. Contudo, “não usar parabenos pode gerar produtos com curta duração ou com alto risco de contaminação e deterioração. Isso porque os conservantes são adicionados para manter o produto sem contaminação durante o uso”, afirma Valéria. 

Alternativas ao uso dos parabenos

Procurar por embalagens com tecnologias mais elaboradas, que preservem melhor o cosmético, pode ser outra saída. Porém, esses tipos de produtos costumam ser mais caros. 

parabenos

Embalagens com válvulas do tipo pump, por exemplo, diminuem o risco de contaminação. Há também as válvulas pump protegidas, que filtram o ar antes que ele retorne ao frasco. Ainda, existem também as embalagens airless, com válvulas que não permitem que o ar retorne ao frasco.

Para Maurício Gaspari Pupo, professor, farmacêutico e pesquisador de cosmetologia, o papel da indústria cosmética deve ser de criar consciência no Brasil para fazer com que a população passe a escolher os produtos livres de parabenos. Dessa forma, ele acredita que as indústrias podem parar de produzi-los, pesquisando e utilizando outros conservantes em sua substituição. 

“Nos últimos dez anos, podemos ver no mercado brasileiro uma considerável quantidade de produtos parabeno-free. O mercado cosmético dispõe de dezenas de substâncias que podem substituí-los, embora, em geral, custem mais caro. As substâncias mais seguras são: fenoxietanol, catiônicos e os glicóis”, completa Pupo.

Limpeza com bicarbonato de sódio

O bicarbonato é um neutralizador de pH e possui um leque amplo de utilidades para quem deseja abandonar os parabenos. “Pode-se aderir ao bicarbonato na limpeza de fornos, sapatos, cama de animais de estimação, buchas de cozinha etc”, exemplifica Landim. 

O mesmo vale para os desodorantes corporais. “O uso do velho e bom bicarbonato diluído em álcool pode ser uma alternativa”, indica Campos.

Parabenos em produtos de cuidados com bebês

A pele do bebê é mais sensível e requer cuidados especiais. E a presença do parabeno na formulação de loções, shampoos e lencinhos de limpeza pode causar dermatite e irritação. Além dessas reações, a exposição a produtos químicos antibacterianos pode deixar as crianças mais propensas a contrair alergias alimentares e ambientais. É o que sugere uma pesquisa feita pelo hospital Johns Hopkins Children’ s Center, nos Estados Unidos.

“Isso explica porque no consultório vemos como mães que exageram na higiene têm uma tendência maior a ter filhos com alergias. A exposição na primeira infância a patógenos comuns é essencial na construção de respostas imunológicas saudáveis. Assim, a falta de tal exposição pode conduzir a um sistema imunitário, que fica hiperativo contra substâncias inofensivas, tais como proteínas de alimentos, pólen ou pelos de animais. Nesse mesmo estudo, as crianças com níveis mais altos de parabeno na urina tinham o dobro de risco de alergia ambiental”, esclarece Valéria Campos.

Agora que você já sabe o quanto os parabenos em cosméticos podem ser prejudiciais à saúde, que tal colocar em prática as dicas acima e adotar alternativas ao uso dessas substâncias tóxicas? No Namu você encontra um curso online de Cosméticos Naturais e Veganos para a pele. Com as aulas, você aprenderá a fazer os próprios produtos ficando longe de substâncias perigosas, como essa que acabamos de conhecer nesse artigo.

Quer conhecer o curso? Clique aqui e saiba mais!