O corpo é único. Cada ser humano tem suas particularidades, seus gostos, suas emoções, seus problemas. É por isso que quando adoece, é importante tentar entender o que o levou a esse desequilíbrio e o que pode ser feito para reverter essa situação. E é nisso que a homeopatia acredita.

A homeopatia é, basicamente, um tratamento que foca no paciente e não na doença. Se uma pessoa fica doente, o especialista procura entender o porquê chegou naquele ponto, e não simplesmente receitar um medicamento. O cuidado é feito de acordo com os sintomas apresentados, o cuidado é de perto.

Já se perguntou por que fica sempre gripado? O remédio resolve na hora, mas depois volta tudo outra vez, verdade? No tratamento homeopático a pessoa tem a liberdade de contar ao especialista o que faz no dia a dia, o que come, como se comporta, quais são as suas emoções. A partir disso será feito o diagnóstico.

“A homeopatia é uma medicina muito diferente porque ela tem foco na individualização de cada pessoa. A gente parte do princípio que cada pessoa tem uma panela de pressão. E na medida em que a gente vai se incomodando, que a gente vai se estressando, a nossa panela vai fervendo e começa a abrir válvulas de escape. A válvula de escape pode ser a pele, pode ser uma infecção de repetição, pode ser uma enxaqueca, pode ser uma gastrite”, declara o médico pediatra Nicolas Schor.

Como funciona a homeopatia

Assim que o paciente conversar com o homeopata, este receitará um medicamento específico. A prática acredita que semelhante cura semelhante, é por isso que, algumas vezes, pode utilizar como tratamento as próprias substâncias que provocam os sintomas nas pessoas. Normalmente a substância é diluída em água. Também utiliza extratos vegetais, minerais e animais nos medicamentos.

Entre os problemas tratados com homeopatia estão: estresse, ansiedade, asma, bronquite, sinusite, tosse, gripe, depressão, excesso de peso e até dengue. Inclusive, no Brasil já é possível realizar o tratamento da dengue com remédios homeopáticos. Renan Marino, médico homeopata e professor de medicina, criou a única fórmula aceita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa.

homeopatia

Cuidados

É importante frisar que em hipótese alguma deve deixar o tratamento da medicina convencional. Se tiver algum problema mais sério, o ideal é conversar com o seu médico e afirmar a vontade que tem em experimentar a homeopatia.

Feito isso, procure um homeopata sério. Todo cuidado é pouco quando se trata de saúde. Infelizmente, muitos se aproveitam para tirar vantagem, por isso pesquise bem antes de iniciar qualquer tratamento.

E não se engane, ao contrário do que muitos pensam, a homeopatia funciona. É, inclusive, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina, CFM.

Criança e homeopatia

É cada vez mais comum o uso de homeopatia no tratamento infantil. Assim como os adultos, o homeopata conversa com os pequenos e com pais, para que possa entender melhor tudo o que ocorre no dia a dia da família.

Para Nicolas Schor, é preciso entender melhor a criança e o mundo que está em sua volta. Dificuldade escolar, apego em excesso com os pais, dificuldade dos próprios pais em lidar com os filhos, tudo pode contribuir para o desequilíbrio do corpo e da mente dos pequenos. “É preciso tentar diminuir aquele estresse, muitas vezes isso já resolve”, afirma Schor.

Problemas respiratórios

Crianças com problemas respiratórios, por exemplo, podem encontrar na homeopatia uma aliada. E você sabia que nem todas as bronquites são iguais?

“A bronquite de uma pessoa não é igual a bronquite de outra. Eu posso ter várias crianças com bronquite e tomando medicamentos diferentes. Ou várias pessoas tomando o mesmo medicamento com doenças diferentes. O medicamento é muito individualizado. A gente tira uma história sobre como é o sono daquela criança, como são os hábitos alimentares, o que ela gosta de fazer, os medos, as ansiedades. Enfim, é uma história bem completa, com todas as particularidades. E a partir daí localiza um medicamento que possa agir para equilibrar”, reforça o pediatra.

Manter o equilíbrio entre o corpo e a mente

Se você quer driblar todo o estresse e ainda manter o equilíbrio entre o corpo e a mente, algumas práticas podem te ajudar. O yoga, por exemplo, é um método capaz de proporcionar grande bem-estar e aliviar toda a tensão causada pelo dia a dia.

Com a prática constante dos asanas, você proporcionará ao seu corpo relaxamento, além de flexibilidade e fortalecimentos muscular.

O mindfulness também é um método muito benéfico a saúde. Entre os seus benefícios estão: aumento de concentração, desenvolvimento da consciência corporal, autoconhecimento, melhora da autoestima, alívio de estresse e ansiedade, atenção plena e relaxamento. Essa prática pode ser realizada, inclusive, quando você está comendo. O mindful eating também tem se mostrado muito eficaz quando o assunto é equilíbrio em um todo.

Conheça os nossos cursos de mindfulness e yoga e surpreenda-se com os benefícios. Sabe o melhor? Você nem precisa sair de casa, é possível fazê-los quando e onde quiser. Não perca mais tempo!