Pensar em dias mais felizes, é pensar também em mais qualidade de vida. Quando alguém é surpreendido com um mal-estar ou dor constante, já pondera em ir a um médico para tentar resolver o transtorno o mais rápido possível. Não que isso seja errado, pelo contrário, é preciso sempre consultar um especialista quando os assuntos são mais delicados. Mas você sabia que o ser humano é capaz de prevenir inúmeras situações? Muitas vezes o que falta é a própria consciência corporal, sem contar que os descuidos se tornam corriqueiros.

Quando se trabalha oito horas por dia em uma mesma posição, seja sentado ou em pé, o organismo sente. Não é à toa que o indicado é sempre realizar algum movimento ou exercício durante esse período. Entre os lugares que mais percebem esse incômodo, estão as pernas, a coluna e o pescoço.

A região do pescoço pode sofrer com dores severas e os motivos são muitos. Normalmente, quem tem altos níveis de estresse e ansiedade passa por esse mal, já que essas condições causam ou agravam a tensão no local e, em consequência, geram e/ou aumentam a dor. Por isso a importância de sempre tentar ficar o mais calmo possível, uma boa dica é a realização de exercícios físicos.

Por falar em atividades, ler um livro, assistir tevê, trabalhar olhando muito tempo para baixo ou para cima e dormir com um travesseiro inadequado entram na lista de possíveis motivos do problema, isso quando feitos de modo equivocado. Uma queda ou tropeço, além de doenças como gripes e resfriados (que causam mal-estar) também. Agora, se o quadro for mais sério, e mesmo com simples exercícios de relaxamento a dor não for embora, procure a orientação de um médico, pois é provável que seja um caso mais grave.

Manter uma boa postura é essencial para o dia a dia, e ajuda na prevenção de dores no pescoço. Evite ficar curvado, alinhe a sua coluna e fortaleça todos os músculos. Aulas de pilates podem ser uteis, inclusive trabalham tanto com os músculos internos quanto os externos.

Mas se você quer aprender simples técnicas para aliviar e relaxar a região, confira essa sequência de exercícios.

Eles podem ser feitos em pé ou sentados, porém é essencial manter a coluna ereta. Caso sinta muito incômodo, interrompa a prática na mesma hora.

1º exercício

img_4986

Com a coluna alinhada, dobre o pescoço para a frente. Mantenha a posição de cinco a dez segundos e volte com a cabeça. Lembre-se de sempre manter uma respiração calma e fluída, concentre-se e relaxe. Repita os movimentos quantas vezes desejar, sem exagero.

2º exercício

img_4988

Com a cabeça voltada para a frente, dobre o pescoço para a direita. Permaneça na posição de cinco a dez segundos. Agora faça para o lado esquerdo e se mantenha pelo mesmo tempo que a anterior. Relaxe. Repita os movimentos.

3º exercício

img_4991

Continue com a coluna reta e vire a cabeça para o lado direito, até alongar. Permaneça na posição de cinco a dez segundos. Faça o mesmo movimento para o lado esquerdo. Repita.

4º exercício

img_4992

Mantenha a postura, dobre o pescoço para a frente e gire a cabeça para a direita. É importante que alongue essa região. Conte de cinco a dez segundos e faça os mesmos movimentos para o lado esquerdo. Repita.

5º exercício

img_4994

Coloque as mãos na parte detrás da cabeça e dobre o pescoço para a frente. Em seguida, pressione levemente o local. Permaneça na posição de cinco a dez segundos. Repita.

6º exercício

img_4995

Abaixe um braço e leve o outro para a parte superior da cabeça. Levante o pescoço, com o rosto à frente, e aproxime a orelha do ombro. Faça para o lado direito e depois para o esquerdo. Permaneça na posição de cinco a dez segundos e repita os movimentos.

Quer aprender mais e fortalecer os seus músculos? Conheça os nossos cursos online de pilates e aproveite todos os seus benefícios.

Foto: Aidan Jones / Flickr / CC BY-SA 2.0