A qualidade de vida não vem só de uma alimentação equilibrada. É fato que um cardápio saudável é essencial para a boa manutenção do organismo, mas não adianta se alimentar bem se for sedentário. O sedentarismo é uma condição muito comum na sociedade atual, é caracterizado pela falta de atividades físicas, o que reduz a perda de calorias e pode gerar inúmeros problemas ao corpo, como a falta de flexibilidade.

Pessoas que não realizam algum tipo de atividade tendem a ter mais dificuldades nos afazeres do dia a dia. Sem flexibilidade e força muscular, a situação piora ainda mais. Acredite, ter flexibilidade não se restringe a determinada idade, pelo contrário. Uma pessoa de 55 anos pode ser mais flexível do que um adulto de 35, o que diferencia é o estilo de vida que cada um almeja.

Os benefícios de ter flexibilidade são inúmeros. Boa postura, amplitude de movimento, prevenção de lesões, distensões e fraturas estão entre eles. Não se engane, é possível ser flexível, basta ter força de vontade e ser regrado. O importante é respeitar o limite do seu corpo. Se não consegue fazer alguma postura ou exercício, ao realizar determinada prática, não force, pois o crescimento é gradual. Lembre-se é possível permanecer na posição do desconforto, nunca da dor.

Dança

As aulas de dança são uma ótima opção para quem deseja ganhar flexibilidade. Crianças, jovens e idosos podem desfrutar de suas vantagens, inclusive existem estúdios e turmas da atividade para diferentes faixas etárias. Ballet, jazz, street dance e os inúmeros gêneros da dança de salão são bons exemplos.

Pilates

O pilates também é uma boa alternativa. A procura pela prática cresce cada vez mais e mostra que seus benefícios são muito eficazes quando o assunto é flexibilidade e melhora postural. As posturas trabalham as articulações e os músculos internos e externos, o que garante o fortalecimento muscular e um corpo mais flexível.

Yoga

Quer tranquilidade e mais flexibilidade? A constante prática de yoga pode proporcionar tudo isso e muito mais. Por trabalhar com diversas posturas de alongamento, ela é capaz de fortalecer os músculos e deixá-los mais flexíveis. Não force um asana, faça-o de acordo com o limite do seu corpo.

Veja, a seguir, uma sequência de yoga para aumentar a flexibilidade.

Fique na postura de quatro apoios. Alinhe suas mãos e suas pernas.

1

Empurre a ponta dos dedos no chão e afaste as mãos na distância dos ombros. Coloque os quadris para cima e mexa as pernas alternando-as. Flexione as pernas, uma de cada vez, como se estivesse pedalando uma bicicleta. Relaxe a cabeça.

2

Respiração fluída. Inale e eleve os calcanhares, flexione de leve os joelhos. Exale, calcanhares ao chão. Relaxe a cabeça de um lado para o outro.

3

Flexione um pouco os joelhos, acione o abdômen e relaxe os ombros.

4

Exale, leve os calcanhares para o chão.

5

Comece a fazer uma fluidez, flua em formato de onda.

7

Sugue o abdômen e eleve a cabeça.

8

Cachorro olhando para cima.

9

Exale, cachorro olhando para baixo.

10

Inale como uma onda e apoie o joelho no chão.

11

Eleve o quadril, cachorro olhando para baixo. Repita os movimentos.

Caso queira realizar aulas de yoga e/ou pilates e não tem tempo de ir a um estúdio, que tal fazer cursos online em casa? Além de mais econômico, você ainda desfruta de todos os seus benefícios.

Foto: HAMZA BUTT / Flickr / CC BY 2.0