Cuidar da saúde e manter o equilíbrio entre corpo e mente é o desejo de muitas pessoas em idade adulta. Para isso, é necessário seguir uma rotina regrada que misture a prática de exercícios físicos com uma alimentação balanceada.

Mas sabemos que, em muitos casos, apenas manter esse estilo de vida não basta — é necessário, também, buscar por terapias e/ou tratamentos que melhorem a saúde e bem-estar. Quando isso acontece, existem dois caminhos a seguir: optar pelas terapias alternativas ou pelas tradicionais.

Quer saber qual se encaixa melhor ao seu perfil? Continue a leitura.

Principais diferenças entre terapias alternativas e tradicionais

Dentre as principais diferenças entre terapias tradicionais e alternativas, estão:

  • custo do tratamento
  • tempo dedicado à terapia escolhida necessário para a prática começar a fazer efeito
  • o surgimento ou não de efeitos colaterais ou secundários que tais métodos podem causar

Muitas delas prezam pelo conjunto de ações:

  • boa alimentação
  • boa rotina de exercícios
  • manter-se em harmonia com o meio em que vive
  • evitar o consumo excessivo de fármacos
  • tirar alguns minutos do dia para relaxar ou meditar

Muitas vezes, a união entre as duas práticas tradicional e alternativa se faz muito benéfica e atua de maneira eficaz para determinadas pessoas.

De todo modo, as terapias alternativas, oriundas de países orientais, trazem muito mais do que cura para dores físicas — elas mesclam o poder da mente sobre o corpo e buscam proporcionar ao indivíduo consciência e domínio do que faz bem ou não a ele. Essa reeducação comportamental é chamada de medicina holística.

Terapias alternativas mais populares no Brasil

1. Yoga

yoga proporciona equilíbrio para o corpo, mente e espírito de quem o pratica. Além disso, seus exercícios ajudam a:

  • tonificar os músculos
  • melhorar a circulação sanguínea
  • melhorar a qualidade do sono
  • diminuir o estresse e o esgotamento mental
  • corrigir a postura

Engana-se quem pensa que uma aula de yoga baseia-se apenas em meditação e exercícios de respiração. Durante a aula, o aluno faz movimentos que exigem força e concentração para serem bem executados.

Pessoas de todas as idades podem praticar yoga, não há um limite para isso.

2. Ortomolecular

Esta prática busca eliminar os radicais livres e metais pesados do organismo — responsáveis pelo envelhecimento das células — e repor vitaminas e minerais essenciais para atingir uma boa qualidade de vida e evitar que doenças como artrite e o câncer.

Mais do que uma reeducação alimentar, a terapia ortomolecular tem como objetivo limpar o organismo de cada indivíduo por meio de uma dieta equilibrada e rica, facilitando a absorção de dos nutrientes importantes para o bem-estar com o consumo de substâncias naturais.

Qualquer pessoa — com a devida orientação — pode inserir a terapia ortomolecular em sua rotina. Quanto mais cedo, mais eficaz a prática se mostra.

3. Shiatsu

Shiatsu é uma prática japonesa que consiste em massagear áreas do corpo apenas utilizando as pontas dos dedos. Sua principal função é, a partir da massagem, trazer de volta o equilíbrio fundamental para o bom funcionamento do corpo.

A técnica traz relaxamento e elimina pontos de tensão que podem provocar má postura e dores musculares ao indivíduo. É muito indicado para quem sofre de fibromialgia, paralisia muscular e tendinite.

Dentre seus principais benefícios estão:

  • melhora da postura
  • tonificação do tônus muscular
  • alívio de dores e tensões musculares
  • alívio de cólicas menstruais e renais

As contraindicações ficam por conta de pessoas que apresentem fraturas ósseas em tratamento, mulheres até o terceiro mês de gestação e pessoas com dores agudas.

4. Pilates

Criado pelo alemão Joseph Pilates, este é um conjunto de exercícios que visa trabalhar o equilíbrio muscular e mental a partir de práticas de alongamento, tendo como principal instrumento o peso do próprio corpo.

Dentre seus principais benefícios, destacam-se:

  • reeducação postural e muscular
  • fortalecimento muscular
  • fortalecimento ósseo
  • equilíbrio

A prática do pilates é muito indicada para pessoas que sofreram lesões ou permaneceram por longos períodos com os movimentos imobilizados.

O que achou de conhecer um pouco mais sobre as diferenças entre terapias alternativas e tradicionais? Que tal agora iniciar uma aula de yoga? Não perca tempo!