O ser humano vive cada vez mais estressado. Tarefas de um lado, trabalho do outro. Tudo contribui para gerar uma tensão tão grande que, em alguns casos, desenvolve problemas sérios, tanto no âmbito físico quanto no mental. É por isso que muitas pessoas encontram na meditação guiada um alívio para o dia a dia.

E qual é a diferença entre a meditação guiada e a convencional? Basicamente, a principal diferença está no fato em que a meditação guiada conta com um “guia” durante a prática.

Esse guia pode ser presencial, quando a técnica é feita em grupos. Também é possível contar com áudios, muito comuns na internet, que abrem o caminho para a prática do método.

A meditação guiada é uma boa alternativa para quem nunca teve contato com a prática de meditação em si. Já reparou como é difícil começar a meditar quando a cabeça tem um turbilhão de pensamentos? Iniciantes sentem ainda mais essa pressão. É por isso que a meditação guiada é uma boa saída.

Cada ser humano é único, assim como os problemas que encontra ao longo da vida. Como cada sentimento é individualizado, o “tratamento” para determinada situação deve seguir esses preceitos. A meditação guiada é ideal para tratar o momento como único. Há meditações para depressão, ansiedade, dor de cabeça etc.

Benefícios da meditação guiada

A meditação guiada proporciona ao praticante uma nova forma de encarar o dia a dia. É uma alternativa para quem deseja equilibrar o corpo e a mente e ter mais qualidade de vida. Inclusive, pode ser feita por qualquer pessoa, não importa o gênero ou a idade.

Os benefícios de quem realiza esse tipo de meditação são imensos. Confira alguns.

Alivia sintomas de estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade, se não tratados, podem chegar a níveis altíssimos, comprometendo a saúde física e mental. Repare em uma pessoa que vive em constante estresse, é comum que esse estado estoure em alguma parte do corpo, quando a consequência é física. Alergias, acnes, falta de ar e herpes labial são só alguns exemplos.

A meditação é uma maneira de relaxar, de deixar o passado e as preocupações futuras e focar naquele momento. É vivenciar a experiência do agora. Traz conforto e paz ao seu interior.

meditação guiada

Desenvolve o autoconhecimento

Não há como ter uma vida plena sem o autoconhecimento. Já imaginou não saber o quer, o que sente ou o que realmente gosta? O conflito interno é tanto que muitos acabam perdidos, sem saber que rumo tomar na vida.

A meditação guiada e o autoconhecimento têm uma relação forte. A prática é capaz de proporcionar uma visão do próprio eu, uma verdadeira viagem ao interior de cada ser humano. É despertar para uma visão que nunca teve, é saber separar as suas emoções, é entender o porquê de tanta frustração para, depois, conseguir modificar esse quadro.

Aumenta a autoestima

Em tempos de baixa autoestima, é comum pessoas procurarem métodos para eliminar os maus pensamentos. Praticar um esporte ou simplesmente fazer o que gosta é uma boa saída. Porém, muitos encontram na meditação guiada uma boa parceria para os momentos mais difíceis.

Como a técnica aumenta o autoconhecimento e a autoconfiança, acaba por proporcionar a força que o praticante necessita para o dia a dia. A meditação reforça a ideia que você é capaz de tudo, que você é uma pessoa única, que, sim, você consegue.

Equilibra as emoções

Uma pessoa com desequilíbrio emocional tende a não saber lidar com as situações cotidianas, por mais simples que possam parecer.

O equilíbrio emocional é importante para tomar as melhores decisões na hora certa. É saber lidar com as frustrações e não reagir de forma equivocada aos impulsos. É saber manter a harmonia entre a razão e a emoção. E a meditação guiada pode ajudar, e muito, quem está em busca de um equilíbrio como esse.

Meditação guiada no dia a dia

Não se engane, você não conseguirá desfrutar desses benefícios se tiver uma vida desregrada na meditação. É preciso criar uma rotina, mas ela também não pode se tornar um fardo, é preciso saber administrar. Essas vantagens vêm ao longo do processo, não em uma única vez da prática.

É claro que a primeira vez pode ser bem prazerosa. Você pode sentir um alívio na tensão e bem-estar. Mas para que isso se torne constante, é preciso meditar.

Se você nunca meditou, procure entender um pouco mais sobre a prática. Veja qual postura é a mais adequada, a roupa mais confortável e escolha um local bem aconchegante e, de preferência, sem muitas interferências externas.

Faça em casa

Gostou das informações? Conheça nosso curso de Mindfulness: meditação em movimento e desfrute de todos os benefícios que o método pode te proporcionar. Assim como na meditação guiada, quando feita em áudios, as aulas são ministradas pela professora e especialista Tamara Russell, ótimas para mostrar o caminho certo para uma boa realização da prática.