“Antes de mais nada, fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor”. A frase do escritor Fernando Sabino traduz bem como funciona o cérebro de uma pessoa com automotivação. Também é um ótimo incentivo para quem não está se sentindo tão animado assim. 

Pois é, enquanto uns reclamam da vida, do salário,  do chefe e até mesmo do tempo, o automotivado segue tranquilo e feliz com as suas atividades rotineiras. 

É aquilo, se o copo está pela metade, eu posso enxergar que ele está meio vazio ou meio cheio, só depende de como você escolhe ver as coisas. E o automotivado naturalmente vê as coisas por um ângulo mais positivo. Ou seja, para ele o copo estará sempre meio cheio. 

Mas como se manter o bom humor e a disposição em meio às inúmeras tarefas do dia a dia ou situações adversas que enfrentamos em nossas vidas? Apesar de parecer difícil, manter a automotivação não é uma tarefa impossível. 

O que é automotivação 

Antes de qualquer coisa precisamos entender que a motivação é um impulso que vem de fora e nos ajuda a realizar uma ação. Já a automotivação é a capacidade de motivar a si mesmo sem a necessidade de nenhum fator externo. 

E como falamos no parágrafo acima, desenvolver a automotivação é possível (e diríamos também preciso). Mas para isso é preciso estar aberto para o novo e disposto a aprender. 

Para aprender como se automotivar é preciso descobrir como você funciona, qual a melhor forma de aprender, como se sente diante das coisas que te rodeiam e, principalmente, voltar-se para si e tirar um pouco do foco dos outros. 

Isso irá te ajudar a entender o que quer e também a manter o foco no que importa. 

5 dicas para manter a automotivação 

 Seja curioso

As pessoas curiosas estão sempre correndo atrás de algo a mais. Principalmente porque a curiosidade te desafia a fazer as coisas de maneira diferente.  

Esse também é um importante sentimento que nos tira da zona de conforto. E com isso nos ajuda a enxergar o mundo de diferentes formas. Ser curioso nos instiga a procurar soluções que ninguém mais viu, abrindo um imenso universo de possibilidades.

automotivação pode ser a mudança

Permita-se mudar 

Arrisque-se independentemente do resultado. Esteja disposto a crescer e abra-se a novos eventos com disposição de ser transformado por eles. 

Lembre-se: o planejamento é um meio, não um fim. Por isso, mais importante do que pensar em como irá realizar algo é, de fato, fazê-lo. Realizar algo nos mantém entusiasmado, e esse contentamento alimenta nossa automotivação, não importa o resultado. 

Ou seja, quando acerta, o automotivado comemora; mas se erra aceita a lição tirada daquela situação. 

Aceite os erros 

Se quiser manter sua automotivação, a persistência e a resiliência são palavras que devem estar bastante presentes no seu vocabulário. As coisas que não acontecerem como você imaginou também devem fazer parte da sua rotina

É importante ressaltar que: manter-se motivado é o que irá fazer você seguir em frente. Por isso, mantenha o pensamento positivo, mas não crie muitas expectativas ou falsas esperanças acerca de uma situação. 

Escreva a suas metas (mas tire-as do papel!)

Todos nós possuímos objetivos de curto, médio e longo prazo. Mas elencar esses objetivos em uma lista e marcá-los assim que forem alcançados nos estimula a buscar mais resultados. 

E não é só isso, ter um planejamento do que queremos (e do que já realizamos) serve como uma lembrete e guia para mostrar que as atitudes têm resultado. 

Escrever suas metas auxilia ainda em sua organização pessoal, pois ao expor suas metas fica mais fácil enxergar o que você precisa fazer para alcançar tal objetivo. Isso deixa as tarefas do dia a dia menos desgastantes, uma vez que elas irão nos conduzir ao nosso objetivo final.

Recompense seus ganhos 

Mais do que ser reconhecido pelo outro, é muito importante que você mesmo reconheça os suas conquistas. Pensando nisso, que tal se recompensar a cada meta alcançada? 

Não precisa ser nada extravagante, mas permita-se a algo que lhe dá felicidade. Vá ao cinema, tome um sorvete, durma até mais tarde, recompense-se de alguma forma. 

Muitas pessoas tendem a focar apenas nos erros cometidos, mas os acertos não só podem como devem ser comemorados! 

Para ter ainda mais satisfação em realizar algo, crie uma hierarquia para suas recompensas de acordo com a importância das metas alcançadas. Isso irá te incentivar a manter o foco até conquistar seu objetivo. 

E, não se preocupe, com o tempo seu cérebro irá se condicionar e a automotivação será algo naturalmente presente no seu cotidiano. 

Aposte na Yoga como uma ferramenta de autoconhecimento 

Na busca da automotivação manter o equilíbrio emocional e o foco é muito importante, pois, às vezes, a confusão na nossa mente precisa ser acalmada com uma pausa para não perdermos a concentração e motivação, e os exercícios de respiração praticados durante as aulas de Yoga podem ajudar (e muito!). 

Se você está ansioso, sem foco, sentindo-se desmotivado, pare por alguns instantes e faça os exercícios a seguir.

Respire 5 segundos, segure 5 segundos , solte o ar 5 segundos, e em pouco tempo sua mente irá seguir o ritmo da respiração e irá entrar em estado mais calmo, fora da agitação e você pode recuperar o foco.

Quer aproveitar outros benefícios que a prática do Yoga pode trazer para o seu dia a dia? Conheça nossos cursos de Yoga online e aprenda diversas técnicas para melhorar seus movimentos e atingir o equilíbrio entre corpo e mente.