Atualmente há uma ampla conscientização da importância de fazer atividades físicas na terceira idade. Com o passar do tempo, nosso corpo já não tem a mesma energia que na juventude. Dessa forma, vale destacar os benefícios do pilates para idosos. Além de ser uma atividade prazerosa, melhora o equilíbrio e fortalece a musculatura.

Neste post mostramos 5 mitos que muitas pessoas acreditam sobre a prática do pilates na terceira idade. Veja!

1. A pessoa com osteoporose não pode praticar pilates

Um grande erro é achar que a pessoa com osteoporose não pode fazer pilates. Na verdade, o exercício vai auxiliar na coordenação motora e diminuir os riscos de queda. Outra grande vantagem é o aumento da força muscular e correção da postura.

Com isso, a modalidade passa a ajudar no tratamento da doença. E o melhor é que, por ter exercícios variados, não causa desgaste físico e nem cansaço. Dessa forma, o aluno termina a aula revigorado e bem-disposto para seguir com sua rotina.

2. Pilates para idosos é o mesmo que yoga

Apesar de parecerem semelhantes em alguns aspectos, como a concentração e o equilíbrio, o yoga se diferencia do pilates em relação aos objetivos dos exercícios. 

Yoga

Foi criado na Índia há mais de 5 mil anos. Seus objetivos englobam o bem-estar físico, mental e elevação espiritual. Ou seja, envolve o autoconhecimento e o controle da mente.

Pilates

Elaborado por Joseph Pilates em 1920, a base dos exercícios é inspirada no balé e no circo. O principal objetivo é trabalhar os grupos musculares de forma coordenada com a respiração.

pilates para idosos

3. A prática regular dos exercícios não previne lesões

Outro grande equívoco é pensar que pilates não vai ajudar a evitar lesões. Na verdade, o idoso, ao executar os movimentos ensinados pelo instrutor, terá aumento da densidade óssea. Logo, não se machuca com tanta facilidade e ainda possibilita o controle das lesões já existentes.

4. O pilates não auxilia no controle de doenças

Um bom exemplo do auxílio do pilates para terceira idade é na prevenção de doenças. O idoso tem mais chances de ter muitos problemas de saúde, devido ao avanço da idade. Ao praticar de forma regular as atividades físicas, a diabetes e doenças cardiovasculares ficam sob controle.

5. Os movimentos do pilates aumentam as dores na coluna

Ao envelhecer, é normal que algumas pessoas passem a lidar com problemas ósseos. O desgaste natural do corpo ou uma vida sedentária podem ocasionar quadros de desconforto. Os movimentos do pilates feitos com a orientação adequada amenizam as dores na coluna. 

A explicação se dá pelo fortalecimento da região lombar, dos glúteos e abdominais. Ainda recupera os movimentos antes limitados das pernas e braços. A má postura é corrigida, o que alivia os incômodos causados pela artrose, artrite, fibromialgia e lordose.

Por fim, vale ressaltar que o pilates para idosos deve ser feito com a devida orientação médica e por profissionais qualificados. Ainda é importante dizer que, quanto mais cedo se iniciar a prática da modalidade, maior qualidade de vida terá na terceira idade.

Agora que já viu como manter sua saúde em dia, entre em contato conosco e inicie seu curso de pilates. As aulas são online e podem ser realizadas no conforto de sua casa. Esperamos por você!