Tanto a yoga quanto o pilates são práticas antigas, mas que têm sido muito valorizadas por conta dos benefícios que proporcionam. Muitas pessoas que desejam ter uma vida mais saudável já praticam uma das duas opções. No entanto, é comum ter algumas dúvidas, já que, embora possuam algumas diferenças bem específicas, à primeira vista eles são bem semelhantes.

Além disso, por muito tempo criou-se a crença de que para realizar essas duas modalidades era preciso dispor de vários equipamentos ou mesmo de muito dinheiro, o que não é verdade. Para entender um pouco sobre pilates e yoga e saber qual o melhor para você, continue a leitura do texto.

Yoga: mente e corpo conectados

A yoga não é nem de perto uma novidade, afinal, é uma técnica milenar usada por quem deseja aumentar o equilíbrio, a flexibilidade, aliviar o estresse e melhorar também o tônus muscular. Essa técnica combina exercícios de respiração com relaxamento e meditação e tem sido muito procurada por poder proporcionar a sensação de felicidade.

Isso acontece porque, ao realizar yoga em conjunto com as técnicas de respiração, os movimentos proporcionam relaxamento, fazendo com que a pessoa se sinta menos estressada e de bom humor.

A yoga tem várias modalidades, sendo que os exercícios, filosofia e as posturas mudam de acordo com cada uma delas. Para os iniciantes, por exemplo, a ashtanga vinyasa yoga costuma ser a mais recomendada, já que nela é possível conhecer as posturas lentamente, além de serem mais voltadas para o relaxamento.

Já a bikram yoga é mais avançada e um tanto mais complicada, sendo indicada para os tipos mais atléticos, que querem testar posições mais complexas.

Pilates: fortalecimento da musculatura

Criado por Joseph Pilates, essa prática tinha o intuito inicial de proporcionar robustez e força. Com o passar do tempo, o pilates sofreu algumas modificações que alteraram o seu propósito. Atualmente o intuito principal é promover o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida de quem o pratica.

O pilates possui técnicas de respiração que proporcionam melhora na circulação sanguínea, além de aumentar a força e a flexibilidade. É possível fazer exercícios para tonificar o abdômen, pernas, glúteos e várias outras regiões do corpo. Ele também favorece o alongamento, o alinhamento da postura e o equilíbrio.

Diferentemente da yoga, que trabalha com o corpo inteiro de uma só vez, o pilates trabalha as partes isoladamente, o que acaba fazendo com que elas sejam fortalecidas conforme a realização dos exercícios.

Pilates ou yoga: o que levar em consideração para realizar a escolha

Para escolher entre o pilates ou a yoga é preciso levar em consideração várias características, como os objetivos que deseja alcançar e também com qual filosofia você mais se identifica. Isso porque cada uma delas carrega consigo conceitos e somente você saberá qual será mais compatível ao seu estilo de vida e pensamento.

Independentemente da sua escolha, vale ressaltar que ambas as práticas podem ser facilmente feitas em casa, basta ter um espaço apropriado e saber realizar os movimentos adequadamente. Para isso, não é preciso contratar um instrutor, afinal, já existem cursos disponíveis que ensinam a realizar os movimentos corretamente.

Se ficou interessado em saber um pouco mais sobre as duas modalidades, conheça os cursos Pilates tradicional: do básico ao intermediário e Yoga básico: desenvolvendo o equilíbrio emocional. Na série de pilates, você aprenderá os princípios da prática e a como sensibilizar o corpo. Já na de yoga, além dos ensinamentos básicos, você trabalhará as variações das posturas e o conhecimento e controle das emoções.