A festa junina é uma das comemorações mais esperadas do ano. Com enfeites coloridos e muita música alegre, a festança do mês de junho homenageia alguns santos católicos populares, são eles: Santo Antônio, São João e São Pedro. As datas são celebradas em todo o Brasil, exemplo disso são os grandes festejos que acontecem nas regiões Nordeste e Sudeste, conhecidos em todos os estados brasileiros. Inclusive, há quem viaje só para comemorar com os amigos e familiares essa rica tradição.

Sabe o que não pode faltar em uma verdadeira festa junina? Decoração. É por isso que todas elas são enfeitadas com tudo o que a data tem direito. Bandeirinhas, fitilhos, lanternas, toalhas adornadas e/ou quadriculadas, espantalho, balões e fogueira (verdadeira ou não) são partes essenciais da comemoração e ajudam a enriquecer ainda mais o ambiente.

Sem dança e brincadeiras também não teria graça. Já é costume dançar quadrilha, pular a fogueira e se divertir com jogos como a corrida de saco, bingo, boca do palhaço, tira ao alvo, mimica, corrida com ovo na colher e pescaria.  As músicas também são parte muito importante. Os sons vão desde música caipira tradicional a sertanejo universitário. As festas mais modernas incrementam pop internacional.

Mas falando em coisas boas, as festas juninas são parada certa quando o assunto é comida e bebida. Feitas à base de milho, as receitas são saborosas e contam com pratos como bolo, pamonha, curau, pipoca e canjica. Pastel, espetinho, pinhão, pé de moleque, paçoca, torta, cachorro quente, arroz doce, maçã do amor, cocada, quindim e rapadura são outras delícias encontradas.  Já no menu das bebidas não pode faltar o quentão, suco de milho, chocolate quente, vinho quente, batidas e sangria.

Mas aonde ir quando não se consome ingredientes de origem animal? Essa é uma pergunta que muitos vegetarianos e veganos se fazem. Apesar das festas juninas com cardápios veganos já serem mais comuns, ainda assim são poucas, se comparadas às outras. E uma maneira de comemorar a data sem essa preocupação, é fazer sua própria festividade.

Seja para um aniversário ou simplesmente porque você gosta montar uma festa junina não é tão difícil assim. E se quer preparar uma e não sabe como fazer as substituições de alimentos como ovo e leite nas receitas, o blog do NAMU Cusos pode te ensinar. Separamos três pratos deliciosos e veganos para você e seus amigos se esbanjarem nesse mês de junho.

Confira agora três receitas veganas para sua festa junina


Docinhos de pinhão

Ingredientes

  • 1 xícara de pinhão cozido, descascado e picado
  • 1/2 de xícara de água
  • 2 colheres de sopa cheias de araruta
  • 3 colheres de sopa rasas de farinha de arroz
  • 3 colheres de sopa de óleo vegetal
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó
  • 5 colheres de sopa açúcar cristal orgânico
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • Açúcar cristal orgânico para enrolar

Modo de preparo

Triture os pinhões em um liquidificador ou processador, caso tenha um. Em seguida, acrescente os demais ingredientes e bata bem, até que se forme uma massa bem homogênea. Despeje em uma panela e cozinhe em fogo baixo, mexa até engrossar bem. Aguarde esfriar, enrole os docinhos e passe no açúcar orgânico, no pinhão triturado ou em confeitos veganos.


Curau vegano

Ingredientes

  • Milho de 4 espigas (cerca de 2 e 1/2 xícaras)
  • 2 xícaras de chá de leite de amendoim (de coco caseiro, de amêndoas, soja ou água mesmo)
  • 1/2 xícara de chá de açúcar
  • Uma pitada de Sal
  • Canela a gosto

Modo de preparo

Coloque o milho e o leite em um liquidificador, bata até obter uma mistura uniforme. Coe tudo, mas não jogue o bagaço fora. Uma dica é utilizar as sobras no preparo de um delicioso bolo. Em seguida, coloque o milho batido em uma panela. Adicione o açúcar, uma pitada de sal, misture bem e deixe cozinhar em fogo baixo até engrossar. Não se esqueça de mexer sempre que possível, para que os ingredientes não queimem.

Cozinhe por cerca de 20 minutos. Desligue e coloque em potinhos, você também pode colocar em uma travessa pequena. Salpique canela em pó para servir.


Bolo de fubá com goiabada

Ingredientes

  • 1 e 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de fubá
  • 1 xícara de chá de açúcar cristal
  • 1/2 xícara de chá de coco ralado não adoçado
  • 1 colher de sopa de chia (ou linhaça)
  • 3 colheres de sopa de água
  • 1 xícara de chá de leite de soja (ou o leite vegetal de sua preferência)
  • 1/2 xícara de chá de leite de coco
  • 1/2 xícara de chá de óleo vegetal
  • 1 colher de sopa de vinagre branco (ou suco de limão)
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó
  • 1 xícara de chá de goiabada picada em cubinhos

Modo de preparo

Coloque a chia em um liquidificador e triture. Acrescente a água e deixe descansar por 15 minutos. Em uma vasilha, coloque a farinha de trigo, o fubá, o açúcar e o coco ralado. Reserve. Em seguida, pré-aqueça o forno a 210º, unte uma assadeira com óleo e polvilhe com fubá.

Passados os 15 minutos, coloque no liquidificador o leite de soja, o leite de coco, o óleo vegetal e a colher de sopa de vinagre. Você também pode optar por colocar limão, fica a seu critério. Bata tudo até obter uma massa uniforme e misture os ingredientes da vasilha.  Após a mistura estar no ponto, acrescente o fermento em pó e misture outra vez. Adicione a goiabada e misture mais uma vez para distribui-la pela massa. Coloque o preparo na forma e asse por aproximadamente 40 minutos.

Gostou das receitas? E que tal aprender um cardápio completo de delícias veganas? Não perca mais tempo.

Fonte das receitas: Presunto VegetarianoVeggi e tal

Foto: RIOSOLIDARIO / Flickr / CC BY-ND 2.0