Um alimento bem preparado pode ganhar o paladar de muitos, até mesmo de quem não é fã do prato. Só sentir o aroma não vale tanto, é preciso experimentar. E não há nada melhor do que ter suas expectativas respondidas quanto ao sabor dessa comida. Ingerir algo que agrade traz a sensação de bem-estar, já que é capaz de relaxar o corpo e auxiliar na diminuição do estresse. Mas você já chegou a pensar no que consome? Os produtos que utiliza nas preparações são de fato saudáveis?

Uma das prateleiras mais visitadas nos supermercados é a dos temperos e caldos industrializados. É comum encontrar pessoas de qualquer idade à procura de algo para dar aquele sabor característico para sua comida. Seja de carne, frango ou legumes, esses condimentos fazem parte da lista de compras e, em muitos casos, se tornam indispensáveis no dia a dia das famílias. O que os consumidores não sabem, é que eles podem ser altamente prejudiciais à saúde. Suas substâncias, se ingeridas em excesso, são capazes de desencadear sérios problemas ao organismo.

A quantidade de sódio contida nas especiarias industrializadas é alta. E já se sabe que uma dieta alimentar com altos níveis de sódio pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares e renais. Hipertensão arterial, infarto e acidente vascular cerebral estão entre os problemas mais comuns. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, o recomendado é ingerir até duas gramas de sódio por dia, ou até cinco gramas de sal. Então é essencial ficar atento ao que se come.

Outros componentes encontrados nesses produtos são os corantes, aromatizantes e as gorduras. Todos esses elementos também devem servir de alerta quando encontrados na composição, pois podem contribuir para o aumento de alergias e doenças. Não se engane, tanto os temperos industrializados quanto aqueles com cara de mais “caseiros” não são saudáveis.

Como substituir?

Um bom começo é aderir ao “faça você mesmo”. Fuja dos temperos e realçadores de sabor industrializados e comece a preparar em casa. Além de saborosas, essas alternativas são funcionais, ou seja, proporcionam inúmeros benefícios ao organismo. O sal de ervas (frescas ou secas) pode temperar a comida e servir como substituto para o sal comum, por exemplo.

Alho, cebola, alecrim, cravo, pimenta, hortelã, cominho, manjericão, louro, coentro, salsinha, gergelim, curry, cebolinha, gengibre, orégano, noz-moscada, páprica, erva-cidreira, canela, sálvia, tomilho e mostarda são ótimos temperos. Eles podem ser usados em assados, sopas, saladas e nas mais diversas receitas.

O uso de talos, verduras e legumes também é indicado. Caldo de legumes feito em casa é cheio de nutrientes e ainda é possível reutilizar as sobras para fazer uma sopa ou torta, basta ter criatividade.

Faça em casa

Quer aprender um delicioso caldo de legumes sem utilizar produtos industrializados? Então o blog do NAMU Cursos te ensina. Confira:

Caldo de Legumes (base para sopas)

Ingredientes

  • 250g de cebola
  • 250g de cenoura
  • 150g de salsão
  • 150g de tomate
  • 1 folha de louro
  • 1 ramo de tomilho fresco
  • Talos de ervas a gosto
  • 3 litros de água

Modo de preparo

Lave bem todos os legumes. Descanse a cebola e corte-a em cubos grandes. Corte a cenoura em rodelas, o salsão em pedaços grandes e o tomate em quatro. Coloque todos os ingredientes em uma panela média e espere ferver. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 15 minutos. Coe e resfrie.

Você pode utilizar esse caldo para ensopados, sopas ou outros pratos quentes.

Sugestão de temperos

Bouquet garni: tomilho, folha de louro, sálvia, talos de salsinha, alecrim e manjericão.

Especiarias: cravo, canela em pau, pimenta do reino.

Mirepoix: cenoura, cebola e salsão.

Opções adicionais: alho-poró, tomate, talos, cascas e aparas de quaisquer legumes.

Conheça outros cursos de gastronomia saudável e não deixe de compartilhar com seus amigos.

Foto: Calgary Reviews / Flickr / CC BY 2.0