A palavra sustentabilidade tem sido debatida em inúmeras áreas, inclusive dentro da alimentação. Ser sustentável é mais do que falar sobre o assunto, é colocar em prática uma série de hábitos capazes de mudar para melhor o dia a dia de uma pessoa e ainda preservar o meio ambiente.

O que seria do ser humano sem os recursos que a terra oferece? Nada. Por isso, a conscientização sobre o que pode ser feito para não poluir ainda mais o planeta e viver economizando a água, a terra, os alimentos, as matérias primas, enfim, tudo o que temos, cresce cada vez mais.

A alimentação e sustentabilidade

Ser sustentável não é um bicho de sete cabeças. Você pode, com pequenos hábitos, mudar a sua rotina alimentar e ainda cuidar de tudo o que tem ao redor.

E ao contrário do muitos pensam, meio ambiente não é só campo, floresta ou praia, vai muito além. Meio ambiente é onde você mora, onde você trabalha, onde seus filhos estudam, onde você faz academia. Todos os lugares requerem cuidados e, por meio de uma alimentação consciente e equilibrada, é possível preservar ainda mais. Mas como fazer?

Se tiver a mania de deixar comida no prato, pare com isso. Você sabia que o Brasil é um dos países que mais desperdiça comida? Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o país desperdiça 30% dos alimentos na pós-colheita, isso sem contar com os que sobram na hora da refeição.

sustentabilidade

Uma boa maneira de driblar esse problema é colocar no prato só os alimentos que comerá no momento. O ideal é ir acrescentando de pouco em pouco. Quer mais? Volte e adicione mais um pouco de comida. Esse hábito ajuda a controlar a sua alimentação e ainda a evitar o desperdício desnecessário.

Os alimentos orgânicos também têm o seu papel. Optar por alimentos sem agrotóxicos (substâncias tóxicas que podem prejudicar a saúde) é sustentável. Primeiro que os conservantes utilizados para aumentar a validade dos produtos e deixa-los mais “apetitosos” são extremamente poluentes. Eles fazem mal para a saúde do ser humano, contribuindo para doenças sérias, e para o meio ambiente, já que poluem solos e água.

Lembre-se que o que comemos interfere diretamente no planeta. A pecuária, por exemplo, é uma das áreas que mais gasta água no mundo. Por que, então, não diminuir o consumo de carne? Pode parecer bobo, mas se cada um fizesse a sua parte, animais, solos e humanos estariam muito melhor. O problema é que existem pessoas egoístas e que não se preocupam com as próximas gerações.

Ser sustentável no dia a dia

Quer ajudar o planeta? Evite produtos industrializados sempre que puder. Normalmente, esse tipo de produto contribui para o acúmulo do lixo, isso por ter embalagem. Eles também não são ricos em vitaminas e minerais, já que o processamento acaba com os nutrientes.

Ter uma horta em casa também é sustentável. Já imaginou ter em mãos ingredientes naturais, orgânicos e que não poluam o meio ambiente? Ao ter uma horta, por menor que seja, você pode economizar e ainda contribuir com a causa.

Faça em casa

Alimentação e sustentabilidade estão interligadas. Que tal aprender como complementar uma na outra? No curso da professora Ale Nahra Hortas caseiras agroecológicas, você aprende o passo a passo para ter um cantinho em para as suas plantas. Confira hoje mesmo e tire todas as suas dúvidas.