A culinária saudável está cada vez mais em voga. Muito por conta da consciência das pessoas em ingerir alimentos de qualidade e de procedência natural, como os alimentos orgânicos, mas também pela desmistificação dos rumores de que uma alimentação equilibrada não pode ser saborosa.

Na contramão das melhores intenções, entretanto, existem diversos motivos que impedem a adoção eficiente de uma culinária saudável. Confira a seguir os hábitos que você deve mudar para aproveitar todos os sabores de uma alimentação adequada e nutritiva!

Seja o principal ingrediente da mudança

Mais de 65% dos brasileiros têm o hábito de comer fora de casa mas, para quem está em busca de uma culinária saudável, não há nada melhor do que preparar deliciosas marmitas.

Além de ser uma opção que permite a você dar mais atenção aos nutrientes que irá ingerir, inspirando a criação de opções coloridas e suculentas, os benefícios também são sentidos no orçamento, já que o preparo caseiro é mais vantajoso, economicamente falando, que comer fora com frequência.

Isso sem falar que desconhecemos os “segredos da casa” salpicados nas refeições de estabelecimentos. Alimentos com excesso de sal, por exemplo, são prejudiciais à saúde e podem causar aumento da pressão arterial.

Corte os excessos

Engana-se quem pensa que a carne vermelha é a única fonte de proteína na alimentação. Legumes, cereais e alguns produtos vegetais também são ricos nesse tipo de nutriente, contribuindo para a redução do consumo exagerado da carne.

Além disso, a variedade no cardápio amplia os horizontes para sabores novos. Grelhados, cozidos e assados são ótimas alternativas às frituras do dia a dia. Opções vegetarianas são dignas de banquetes e contemplam nutrientes para todas as necessidades.

Mastigue sem pressa

Nem sempre temos todo o tempo do mundo para comer com calma, mas as vantagens de mastigar lentamente deveriam fazer você repensar a pressa na mesa.

Isso porque a mastigação acelerada prejudica a harmonia das etapas da digestão, que começa justamente ao mastigarmos, veja só. Como consequência, podemos ingerir uma quantidade de alimento maior do que necessitaríamos.

Uma dica: calcule um número médio de mastigações a cada mordida e conte-as. Com o tempo, você fará isso naturalmente. O corpo agradece.

Crie horários para se alimentar

Difícil falar de problemas digestivos — e também de maus hábitos alimentares — e não falar da alimentação desregrada.

Um dos grandes problemas que pessoas em busca de uma culinária saudável enfrentam é a rotina conturbada. Isso faz com que os horários destinados à alimentação fiquem em segundo plano.

O ideal é se alimentar a cada 3 horas, em média. E ter sempre por perto uma receita saudável e prática — útil especialmente durante o expediente, quando estamos atarefados.

Evite também se alimentar momentos antes de dormir, pois a digestão é mais lenta nesse período, dificultando a qualidade do sono.

Substitua o cardápio industrializado

Além das receitas que mencionamos anteriormente, procure diversificar o cardápio diário com ingredientes que, além de caírem bem no paladar, fortalecem o organismo.

É o caso dos cereais integrais. Ricos em fibras, eles ajudam a dar aquela sensação de saciedade, que nos alerta quando já estamos satisfeitos.

Outra vantagem desse tipo de alimento é o auxílio no controle da glicose e do colesterol. Ele pode substituir facilmente aquelas opções práticas mas ruins para o corpo.

Adotar hábitos de uma culinária saudável na nossa rotina alimentar pode ser desafiador, mas garantimos que é igualmente gratificante. Conheça a série de aulas de gastronomia da plataforma NAMU Cursos. Ministradas por excelentes profissionais, as aulas contam com cardápios saborosos e muito nutritivos.