Hoje em dia, a pauta sobre alimentação sem glúten está em alta. Já é possível encontrar estabelecimentos que ofereçam inúmeras opções de produtos sem a proteína, o que facilita, e muito, a vida de quem não pode ingerir a substância. Ter intolerância ao glúten é mais comum do que acredita e, ao contrário do que muitos pensam, é fácil realizar receitas tradicionais em versões adaptadas, basta usar a criatividade.

Antes de tudo, é necessário discernir entre intolerância e doença celíaca, conceitos que normalmente são confundidos.

A doença celíaca pode ser caracterizada como uma doença crônica. Ela é causada por uma reação do organismo ao glúten (proteína encontrada em cereais como trigo, cevada e centeio). A doença celíaca é autoimune, já que o próprio organismo produz anticorpos, e eles acabam por atacar os próprios tecidos. Tudo isso dificulta a absorção dos nutrientes presentes nos alimentos.

Já a intolerância ao glúten é caracterizada por uma sensibilidade à ingestão do glúten, ou seja, é quem tem dificuldade, ou incapacidade, de digerir a proteína.

Sintomas da intolerância ao glúten

 A intolerância ao glúten não tem idade, as pessoas já podem desenvolver os primeiros sintomas ainda na infância.

Palidez, dor abdominal, abdômen inchado, perda de peso sem causa, perda de apetite, vômito, diarreia frequente, anemia, dor de cabeça, problemas na pele, mudanças constantes de humor e cansaço excessivo estão entre os principais sintomas.

Caso sinta alguns desses sintomas, consulte imediatamente um médico. Se perceber que após consumir alimentos com glúten sente um leve mal-estar, dê um tempo.

Como substituir alimentos sem glúten

O primeiro a se fazer é ler rótulos. Normalmente, os rótulos dos alimentos já descrevem do que é feito aquele produto e se tem glúten. Evite ingerir aqueles que tem “possíveis contaminações cruzadas”.

O glúten é o que dá a liga, a elasticidade, às massas. Por isso, você deve testar diferentes farinhas e gomas para alcançar o resultado desejado nas receitas. Por exemplo, é possível misturar farinhas como a de arroz, de quinoa, de sorgo, de soja e de milho para o preparo de receitas tradicionais, como o macarrão.

Está curioso? Confira, a seguir, 3 receitas sem glúten, ótimas para o final de semana em família.

intolerância ao glúten

Massa básica

Essa massa pode ser utilizada para a confecção de inúmeros pratos e formatos de macarrão.

Ingredientes

300 g de farinha de arroz

150 g de fécula de batata

100 g de polvilho doce

6 ovos

3 colheres de sopa de azeite

5 g de goma xantana

5 g de goma guar

3 g de sal

Modo de preparo

Em um recipiente, misture muito bem todas as farinhas, as gomas e o sal. Leve essa mistura para a batedeira (use a ponta para massas pesadas). Adicione os ovos e o azeite. Bata até obter uma lisa. Caso a massa esteja muito seca, adicione mais um ovo. O ponto ideal será de uma massa lisa que não cole as mãos.

Deixe a massa descansar por 15 minutos. Separe a massa em 4 porções e enrole com plástico filme individualmente. Trabalhe sempre uma massa por vez. Isso vai garantir que as demais massas não ressequem. Caso não use toda a massa, opte por congelar a restante. Essa massa poderá permanecer congelada por três meses.

Nhoque sem glúten

Ingredientes

500 g de purê de batata

2 ovos

100 g de farinha de arroz (mais 100 g para polvilhar bancada)

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de chá de sal

Modo de preparo

Junte em uma vasilha o purê de batata frio, os ovos, a farinha de arroz, o azeite e o sal. Misture, manualmente, muito bem até obter uma massa lisa e homogênea. Em seguida, polvilhe uma bancada com farinha de arroz. Feito isso, separe pequenas porções e role as tiras da massa. Elas devem ter a espessura aproximada de 2 cm.

Com uma faca, corte pequenas porções (2 a 3 cm de largura). Role as massas levemente para que melhore a forma de cada uma. Disponha os nhoques em uma forma (levemente untada com farinha de arroz) e cubra-os, para que não ressequem até a hora de servi-los.

Leve os nhoques ao fogo em uma panela com água e sal a ferver. Após iniciar fervura, coloque os nhoques e deixe-os cozinhar de 2 a 3 minutos. Após serem retirados da água, adicione o molho da sua preferência.

Bolo de coco sem glúten

Ingredientes

4 ovos

2 colheres de sopa de óleo de coco

1 xícara de farinha de coco

1 colher de sopa de fermento em pó

¾ de xícara de açúcar demerara

½ xícara de leite de coco light

3 colheres de sopa de coco seco

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180°. Feito isso, bata as claras em neve e reserve. Bata bem as gemas com o açúcar e adicione o óleo de coco, mexa novamente. Adicione, aos poucos, o leite de coco, a farinha, o coco e o fermento. Por último, misture as claras em neve delicadamente.

Despeje a massa em uma forma de bolo inglês untada com óleo e farinha de coco. Coloque para assar por, aproximadamente, 25 minutos. Faça o teste do palito e veja se está assado. Enfie o palito no bolo, se o mesmo estiver molhado, ou com a parte da massa grudada, a receita ainda não está pronta. Após o palito sair sequinho, retire da forma e sirva.

Gostou das informações? Então conheça nosso curso online Massas frescas sem glúten. Nas aulas, a professora Renata Monteiro ensina o passo a passo de receitas deliciosas e super saudáveis. Não perca!