Não é nada fácil seguir à risca uma dieta restritiva. Pessoas que se isentam de consumir alimentos taxados de calóricos tomam essas medidas por motivos de saúde, ou porque desejam alcançar o corpo ideal. E nesse impasse entre emagrecer e ter vontade de comer uma “besteira” surgiu o dia do lixo.

O dia do lixo nada mais é do que aquele dia em que tudo é liberado. É quando você pode tirar aquele momento, aquelas horas, para comer tudo o que tem vontade, não importa o que for. Pizza, hambúrguer, cachorro quente, sorvete, bolacha, refrigerante, bebida alcoólica, tudo é liberado.

Dia do lixo no cotidiano

Pessoas que aderem a dietas restritivas, como a low carb, normalmente não fazem isso porque gostam, mas sim por necessidade. Primeiro procuram a orientação de um bom especialista. Ele avalia a situação e dá a melhor saída para cada indivíduo. A questão é que essas pessoas ficam apreensivas só de imaginar que não poderão comer aquilo que tanto gostam.

Essa descontração alimentar, que quase sempre acontece uma vez por semana aos finais de semana, é um momento que muitos julgam necessário. Mas será que abrir mão da dieta por um dia realmente contribui para o emagrecimento? Qual é o conceito de lixo?

Já ouviu aquela história que tudo o que é proibido é melhor? Pois também se aplica na alimentação. Quem tem o dia do lixo fica ansioso por esses alimentos. Come todos os dias já pensando no final de semana. E quando chega o tão esperado momento, muitas vezes, acaba por consumir mais calorias do que realmente deveria. É por isso que quem não tem esse controle, não deveria se render a esse período “sem limites”.

O que adianta seguir à risca a restrição prescrita pelo nutricionista, se em um único dia acaba por ingerir todas as calorias que poderia comer ao longo da semana, caso tivesse outro tipo de alimentação? Além disso, existem determinados alimentos chamados de “lixo” que realmente não deveriam fazer parte do cardápio de ninguém.

Reeducação alimentar

Não é que você não possa ingerir um refrigerante, mas por que não reeducar a sua alimentação? Hoje em dia, existem inúmeras opções para substituir alimentos cheios de sódio, conservantes e componentes tóxicos.

A nutricionista Sophie Deram não acredita no poder das dietas. Segundo a especialista, de nada adianta seguir uma restrição alimentar a longo prazo, já que, apesar de emagrecer naquele período, depois que a pessoa volta a se alimentar engorda tudo outra vez. É preciso manter o equilíbrio. É por isso que a ideia do dia do lixo pode não ser tão boa.

O ideal é manter um cardápio equilibrado, com todos os nutrientes necessários para manter o organismo em dia. Frutas, verduras, legumes, leguminosas, oleaginosas, tudo isso deve estar na mesa de quem deseja perder ou manter o peso.

É preciso construir uma boa relação com a alimentação. Lembre-se que você deve criar um hábito alimentar saudável, daqueles que conseguirá manter a longo prazo.

dia do lixo

Não exagere

Agora, se você realmente está em uma dieta restritiva por ordem do seu médico e gostaria de ter um dia livre para comer o que quiser, faça com moderação. Ao invés de comer o dia inteiro alimentos calóricos e cheios de açúcar e sódio, que tal escolher uma refeição? O ideal é fazer uma vez por semana, ou de 15 em 15 dias, se preferir.

Você também pode optar por opções mais saudáveis do prato que tem vontade. Por exemplo, se deseja comer um hambúrguer, por que não prepara-lo em casa? Normalmente, fastfoods utilizam determinadas substâncias nesses alimentos que não fazem nada bem para a saúde. Em contrapartida, existem inúmeras receitas de hambúrgueres caseiros, ótimos para quem deseja reduzir as calorias. Também é possível procurar estabelecimentos que ofereçam esse tipo de comida.

Assim como se automedicar não é aconselhável, adotar uma dieta restritiva sem a devida orientação não é bom. O ideal, mais uma vez, é procurar a orientação de um nutricionista e explicar o que deseja. Só ele poderá esclarecer qual é o melhor tipo de alimentação. Lembre-se que a palavra chave para ter mais qualidade de vida é equilíbrio.

Confira, a seguir, uma receita de hambúrguer caseiro que seria uma ótima substituição.

Hambúrguer de grão de bico

Ingredientes

200 gramas de grão de bico

30 ml de azeite extravirgem  

1 cenoura crua ralada  

50 gramas de cebola ralada

20 gramas de salsinha  

30 gramas de aveia em flocos 

15 gramas de farinha de rosca  

Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

Aqueça o azeite em uma frigideira e refogue a cenoura, a cebola, a salsinha e a aveia. Tempere com sal e pimenta. Reserve. Em seguida, amasse o grão de bico com um garfo, você também pode usar o processador até formar uma pasta grossa.

Junte os demais ingredientes manualmente. Adicione a farinha de rosca até dar liga e mexa mais. Divida a massa e modele os hambúrgueres. Leve a geladeira por, no mínimo, 1 hora. Feito isso, você pode preparar os hambúrgueres do jeito que mais gostar.

Anotou todas as dicas? Saiba como manter a qualidade de vida por meio da alimentação com nossos cursos online de gastronomia saudável. Não irá se arrepender!