Provavelmente você já ouviu falar sobre a alimentação vegana. Apesar de ser conhecida apenas como uma “dieta” restrita, vai muito além. O veganismo é um estilo de vida que exclui todas as formas de crueldade animal, seja na comida, na vestimenta ou no uso de medicamentos e cosméticos. O que parecia ser uma loucura aos olhos da sociedade antigamente, hoje ganha cada vez mais adeptos e simpatizantes pelo mundo.

De acordo com a Sociedade vegetariana Brasileira, SVB, o Brasil conta com mais de 240 restaurantes vegetarianos e veganos (2015), isso sem contar com as produções independentes, aquelas do boca a boca. O órgão ainda fala que 16 milhões de brasileiros seriam vegetarianos, e que cerca de 5 milhões veganos. Bastante, não?

Por que o veganismo cresce?

Um dos motivos que leva ao crescimento do mercado vegano no Brasil é a conscientização alimentar. Cada vez mais as pessoas procuram conhecer sobre tudo o que consomem, desde o início até o produto final. Cada etapa da escala de produção é importante, é aí que entra a ética.

Não é nada bom ingerir alimentos obtidos pela exploração animal. Se posso amar um cachorro ou um gato, porque não uma vaca? Qual é a diferença entre ambos? O sofrimento dos animais acaba por despertar um novo olhar para o prato, o que faz com que as pessoas busquem por outras opções de alimentação que não causem dano a nenhum ser. Estudos ainda declaram que a indústria da carne vermelha é uma das mais poluentes do mundo. Esse também é um fator que preocupa os que têm interesse em preservar o meio ambiente.

Manter um estilo de vida mais saudável é outro ponto a ser destacado. Não é novidade que alimentos como salsicha, linguiça, frango e carne vermelha não sejam tão bons quanto parecem ser. Ao optar por alimentos naturais e orgânicos, você conseguiria manter o seu organismo equilibrado e longe de futuros problemas. Mas não se engane, assim como em qualquer alimentação, a vegana também tem o junk food.

Agora, mesmo que a pessoa não se declare vegana, existe uma certa curiosidade em relação a esse estilo de vida. Por isso, empreendedores investem cada vez mais nesse mercado, o que tornou mais comum encontrar lojas de produtos veganos e alguns ingredientes sem origem animal em supermercados convencionais.

Receitas veganas também estão em alta. Cardápios completos, sobremesas, doces de festa, churrasco, já é possível preparar tudo sem ter que utilizar carne, leite de vaca e nem ovos. Com a popularização dos ingredientes veganos, as substituições acabam tornando-se mais comuns para quem tinha alguma dúvida ou não sabia o passo a passo de algum preparo.

Então, é por conta desses motivos, e alguns outros pessoais, que cada vez mais pessoas optam por esse estilo de vida.

Faça em casa

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o mercado vegano? Que tal aprender menus completos sem ingredientes de origem animal? No curso da professora Luna Passeri, você tem a oportunidade de saber mais sobre esse universo gastronômico e ainda se deliciar com pratos ricos em sabor e nutrientes.