Nem sempre é possível cozinhar todos os dias. Com a agenda da semana cheia, muitos optam por almoçar ou jantar na rua ou se rendem às refeições prontas. Já se sabe o quanto um alimento rico em sódio e conservantes pode fazer mal ao organismo. Se consumidos em excesso, os produtos industrializados aumentam a probabilidade de doenças, como obesidade e hipertensão. Porém, com um cardápio equilibrado, é possível ficar longe de problemas e ainda garantir a manutenção do organismo.

Uma opção para quem vive na correria é congelar os alimentos. Caso faça marmita em casa e goste de saborear sua própria comida à noite, essa alternativa é de grande ajuda. Escolher, lavar e descascar pode até parecer complicado e muito trabalhoso. Mas, acredite, você ganhará um tempo a mais no restante dos dias, sem contar que ainda consumirá todos os nutrientes que o corpo necessita.

Carne, frango, peixe, sopa e pães podem ser congelados, inclusive verduras e legumes também. Nada como chegar do trabalho e ter a refeição quase pronta, é um alívio. E se você é adepto dos pratos coloridos e com bastante vegetais, é uma forma de se beneficiar. Abóbora, acelga, batata doce, beterraba, brócolis, aspargo, espinafre, cenoura e escarola estão entre os alimentos fáceis para congelar.

Antes de tudo, porém, é preciso prepará-los para que não percam os nutrientes. Uma técnica muito utilizada para esses casos é a chamada branqueamento. Ela é capaz de manter as vitaminas e minerais, assim como a cor e o sabor, ou seja, todas as suas características.

Como branquear?

Escolha os melhores vegetais, aqueles que estão em bom estado e sem nenhum machucado. Em seguida, comece por lavar e cortar bem os alimentos, de preferência todos no mesmo tamanho. Como o branqueamento é realizado a partir de um choque térmico, já deixe ao lado cubos de gelo e água fervente.

Imerja-os na panela de água fervente e, logo depois, coloque-os em uma bacia com água e cubos de gelo. O tempo pode ser igual para ambos os processos. É importante lembrar que esses minutos variam de vegetal para vegetal, então fique atento.

Alguns exemplos:

Abóbora- 2 minutos

Aspargos- 4 minutos

Acelga- 2 minutos

Batata doce- 2 minutos

Beterraba- 2 minutos

Brócolis- 3 minutos

Cenoura- 3 minutos

Espinafre- 1 minuto

Escarola- 1 minuto

Como congelar?

Após o branqueamento, separe os vegetais em pequenas quantidades. Em seguida, coloque-os em embalagens (tire todo o ar) e feche bem. Caso queira congelá-los em recipientes, atente-se para que a tampa esteja bem fechada. Em média, a conservação desses alimentos pode ser de 10 meses, se seguir todas as orientações.

Cuidados

Assim como preparar uma receita, congelar vegetais também requer alguns cuidados. Lave bem as mãos antes de manusear os alimentos e não se esqueça de utilizar luvas descartáveis e toucas, para que não caiam fios de cabelos.

Manter uma boa alimentação é uma das principais maneiras de ter a saúde em dia, por isso não abra mão. Além de economizar tempo e dinheiro, fazer sua própria comida é algo que garante o fortalecimento do organismo e proporciona um grande bem-estar. Sem contar que, para muitos, também é uma forma de relaxar.

Aproveite o seu tempo livre e conheça novas receitas saudáveis. E que tal aprender mais sobre congelamento? O curso de congelados saudáveis ensina diversas técnicas e preparos para você sair da rotina e ainda se alimentar bem.

Foto: Rosana Prada / Flickr: Frozen / CC BY 2.0