Manter hábitos alimentares saudáveis pode parecer uma missão impossível, principalmente para quem trabalha, estuda, tem filhos e deseja um tempo para descansar. Se em meio a toda a correria você ainda procura por alimentações práticas e de qualidade, é hora de aprender sobre as comidas congeladas.

Não estamos falando sobre as comidas congeladas industrializadas, mas sim de pratos que você pode preparar e congelar. Ficou curioso? Então, prepare o seu caderninho e anote cinco dicas que vão mudar a sua forma de se alimentar dentro e fora de casa. Vamos lá!

1. Comece pelo planejamento

Se você deseja otimizar o seu tempo, planejar como fazer as comidas congeladas é a parte mais importante do processo. Por isso, antes de tudo, pense nos pratos que serão preparados e faça uma lista com todos os ingredientes que precisam ser comprados — aproveitando, também, os que você já tem em casa. Para manter a sua saúde, dê preferência a alimentos orgânicos e variados.

Deixe à mão todas as receitas e instruções necessárias e pense em qual tarefa fazer em cada dia, considerando o dia das compras, da higienização, do preparo e o cozimento, para não se sobrecarregar.

2. Faça o mise-en-place

Observe, se você precisar de cebola em mais de um preparo, corte o suficiente para todos. Faça isso com todos os ingredientes, sempre analisando a quantidade necessária, para evitar desperdícios.

Essa técnica chamada de mise-en-place é utilizada em cozinhas profissionais para otimizar o tempo e você pode aproveitá-la para agilizar a preparação das comidas que serão congeladas. Ela consiste em picar e organizar os ingredientes, separar tudo e certificar-se de que todos os utensílios estão limpos e prontos para o uso.

3. Cozinhe e armazene a comida adequadamente

Na hora de temperar a comida, utilize pouco sal e cozinhe tudo ao “ponto”, pois o congelamento intensifica o sabor e pode mudar a textura dos alimentos. Depois de prontas, as refeições devem ser colocadas em recipientes com porções para um consumo único, pois não é aconselhável congelar de novo os produtos que forem descongelados.

É possível congelar praticamente tudo, viu? Tortas, arroz, feijão, sopas, purês, carnes e vegetais. Para isso, utilize vasilhas de plástico, vidro temperado ou sacos próprios para congelamento. As vasilhas devem ter fechamento hermético, para preservar mais o alimento. Etiquete com o nome do prato e a data de fabricação, para facilitar a identificação e ter o controle da validade.

Para pratos prontos, antes de congelá-los, coloque na geladeira por um período de tempo, para resfriar, e leve ao freezer ainda aberto, para só depois tampá-lo. Isso porque líquidos se expandem durante o congelamento e podem quebrar a embalagem.

4. Aproveite tudo, evitando desperdícios

Comidas congeladas economizam o seu tempo, o seu bolso e ainda evitam o desperdício dos alimentos. Além de preparar refeições, é possível branquear vegetais, conservando, assim, os seus nutrientes.

Para isso, é preciso apenas água fervendo, água gelada, gelo e considerar o tempo de cada vegetal. A água do branqueamento também serve para fazer sopas e caldos, já que, nela, também estão algumas vitaminas e minerais soltos pelo alimento no processo.

5. Descongele da maneira correta

O jeito mais seguro para descongelar a comida é deixando na geladeira de um dia para o outro e, após isso, aquecer. Outra opção é levá-la direto ao microondas ou ao forno — se a vasilha for de vidro —, considerando o tempo de descongelamento de cada preparo. Se você for transportar a comida para o trabalho, utilize bolsas térmicas.

Os vegetais que passarem por branqueamento podem ser utilizados nos preparos do dia a dia sem nenhum problema. Basta utilizá-los em receitas, direto ao fogo.

Agora que você já sabe como é fácil preparar comidas congeladas, aproveite para conhecer os nossos cursos online de gastronomia e aperfeiçoar suas habilidades culinárias, aprendendo a cozinhar refeições saudáveis e sem complicações.