Símbolo de prosperidade em muitas civilizações antigas, a romã (Punica granatum) era parte importante do cardápio de famílias abastadas em diversas culturas e religiões, principalmente por ser vista como uma preciosidade. Milhares de anos depois, a fruta ainda conserva inúmeros benefícios. Quer saber quais são? Então confira o artigo que preparamos para você.

Romã: uma breve história

Nativa do Oriente Médio, precisamente próximo à costa do Iêmen, a fruta é relatada em inúmeros manuscritos. Inclusive eles mostravam sua relevância para a época e suas propriedades para fins alimentícios e medicinais. Na Bíblia, por exemplo, ela é mencionada várias vezes no Antigo Testamento. 

No Egito Antigo, a romã foi desenhada em túmulos de faraós e utilizada em rituais religiosos.

saiba quais são os benefícios da romã

Séculos se passaram e a fruta ainda lidera entre as mais deliciosas e apreciadas pelos países do Oriente. Na culinária, a fruta é encontrada em pratos como fatuch, salada árabe e em pratos agridoces. Inclusive o suco feito com a fruta também é muito consumido, pois possui vários benefícios para a saúde humana.

Plantada no Mediterrâneo, Oriente Médio e Norte da África, a romã também ganhou seu espaço no Brasil. Os principais fornecedores da fruta se encontram em São Paulo, Pernambuco e Bahia. Segundo o Ceasa – Campinas, o fruto da romãzeira tem mais abundância nos meses de fevereiro, maio, agosto, outubro e dezembro.

Entre as variedades da fruta no Brasil, destacam-se a amarela, mais comum, e a vermelha. Inclusive elas podem ser compradas em mercados e feiras. Cabe ressaltar que além da polpa, todas as partes da romã podem ser aproveitadas. Contudo, o ideal é consumir a fruta orgânica, ou seja, sem os agrotóxicos que são prejudiciais ao nosso organismo. 

Apesar de ser bem conhecida, a cultura dessa fruta ainda não está muito propagada no país. Isso porque é necessário que ela seja cultivada em solos adequados. Além disso, os valores altos fazem da fruta no Brasil, um alimento exclusivo para determinados grupos de pessoas.

Benefícios da romã

Além de ser associada à prosperidade, o fruto da romãzeira é visto com bons olhos por seus nutrientes altamente benéficos. A fruta é composta por 67% de casca, 30% de polpa e 3% de sementes. Conheça a seguir então, alguns de seus benefícios:

Combate os radicais livres

Na polpa estão presentes os compostos fenólicos como as antocianinas, fortes antioxidantes. Além de serem responsáveis pela cor avermelhada, essas substâncias são capazes de prevenir as ações dos radicais livres. Ainda, a constante ingestão da fruta ajuda a minimizar a chance de contrair doenças cardiovasculares e degenerativas como o câncer.

Fortalece o sistema imunológico, controla a pressão arterial e o mau colesterol

Segunda a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), a romã tem boas quantidades de vitamina C, vitaminas do complexo B, zinco, cobre, potássio, ferro, magnésio, zinco e manganês. 

Cabe ressaltar que a presença desses nutrientes é crucial para fortalecer o sistema imunológico e produzir energia e hemoglobina. Além disso, também auxiliam a visão e controlam a pressão arterial e o mau colesterol. Consumir esses nutrientes evita também males como anemia, diabetes e hipertensão.

romã: uma fruta histórica

Trata infecções na garganta, gripes e resfriados

Engana-se quem acredita que as propriedades funcionais da fruta estão apenas em sua polpa. Isso porque por ser fonte de antioxidantes e conter taninos, a sua casca é muito utilizada na medicina tradicional em países orientais, europeus e americanos. No Brasil, por exemplo, o chá da casca é usado para infecções de garganta, gripes e resfriados. Estudos apontam, inclusive, que a casca da romã tem mais poder antioxidante do que o vinho e o chá verde, pois retira de fato as toxinas presentes no fígado.

Para que todos esses benefícios aconteçam, é preciso incluí-la em sua alimentação diária. Além disso, deve-se ter um cardápio variado com outras frutas, legumes e todos os alimentos funcionais. As sementes da romã também podem ser ingeridas, inclusive, elas fazem muito bem e, assim como a polpa e a casca, têm propriedades imunológicas. O óleo extraído é eficaz para manter a pele hidratada e longe do envelhecimento precoce das células.

Receita com Romã

 Salada de folhas com vinagrete de romã

Já pensou em surpreender seus amigos com uma salada leve e deliciosa? Nesta receita, a chef vegetariana Rita Taraborelli mostra como fazer uma salada de folhas temperada com melaço de romã. O prato é ideal para receber visitas no final de semana ou em ocasiões especiais.

A receita conta, ainda, com limão siciliano, azeite de oliva, manjericão, salsinha, folhas de beterraba, folhas e flores de capuchinha e alface verde, roxa e lisa. Dá até vontade de fazer agora, não é mesmo? Então não perca mais tempo! Tome nota do passo a passo da receita:

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de melaço de romã;
  • 1 romã madura;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem;
  • 1 limão siciliano;
  • 1 colher de sopa de água;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 10 folhas de alface ;
  • 15 folhas de salsinha;
  • 10 folhas de manjericão;
  • 4 folhas de beterraba;
  • 6 folhas de capuchinha.

Modo de preparo

Pressionar levemente a romã com as mãos contra a mesa para facilitar a retirada do suco. Cortar ao meio e espremer.

Para o preparo do vinagrete, colocar as sementes e o suco da fruta numa travessa. Acrescentar o melaço da fruta, o suco do limão, a água, o azeite, o sal e misturar bem.

Colocar as folhas de alface dentro da travessa e rasgar com as mãos. Adicionar as folhas de capuchinha, beterraba, manjericão e salsinha. Misturar e dispor a salada no prato com flores para enfeitar.

Tempo de preparo: 20 min

Rendimento: 4 porções

Informações Nutricionais

  • Calorias: 391.26; 
  • Carboidratos: 61.53;
  • Açúcar: 0.00;
  • Gordura: 17.24;
  • Saturada: 2.53;
  • Proteina: 5.22.

Receita enviada ao Blog NAMU por Rita Taraborelli

Quer conhecer outras receitas saudáveis? Então acesse o Blog NAMU e transforme o seu corpo e mente através da alimentação.