O que é alimentação crua/ viva?

A alimentação viva/ crua é baseada em um cardápio com todos os alimentos crus, ou seja, nada de cozidos. Esse estilo de vida é frequente em vegetarianos e veganos que buscam, por meio de bons pratos, os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, mas não só isso. Muitos especialistas vêm nesse tipo de alimentação um bom caminho para a prevenção e tratamento de doenças. Por isso, mesmo ingerindo alguns produtos de origem animal, as pessoas utilizam de seus princípios e benefícios para manter a saúde em dia.

O que se come?

Normalmente, os seguidores da alimentação crua consomem frutas, verduras, legumes, castanhas, algas, sementes germinadas e pequenas quantidades de gorduras saudáveis. Fogão? Nem pensar. Profissionais adeptos declaram que tudo o que for cozido acima de 42ºC tende a perder as substâncias benéficas. Mantê-los crus, em sua forma natural, seria uma maneira de preservar as enzimas presentes nesses alimentos.

Quais são os seus benefícios?

Os benefícios da alimentação crua são muitos, entre eles sua potência desintoxicante, pois é rica em enzimas. Também é revitalizante, auxilia a manter o corpo alcalino e, se associado a um estilo de vida de saudável, ajuda a emagrecer. Por se consumir muitas frutas, verduras e boas gorduras, é ótima para a circulação sanguínea, respiração, aumento do bom colesterol, além da prevenção de doenças crônicas, por conta dos alimentos com propriedades antioxidantes.

O que é suco verde?

A excessiva ingestão de alimentos industrializados, inclusive os de origem animal, é um dos principais fatores que contribuem para a intoxicação do organismo. O suco verde é uma bebida muito utilizada na alimentação crua para nutrir o corpo, regenerá-lo e livrá-lo dessas más substâncias.

Geralmente, o suco verde é composto por 60% de frutas e 40% de folhas verdes, chamadas de alimentos de cura. Cada um é livre para fazer a escolha das folhas. Porém, o indicado é tomar a bebida ainda em jejum pela manhã e, se desejar, consumi-la ao longo do dia. Quando ingerido sem coar, o alto número de fibras ajudará no transito intestinal.

Sementes germinadas

Outras grandes aliadas da alimentação crua são as sementes. Ao se germinar, as enzimas desses alimentos são ativadas, tornando-os mais nutritivos. A presença dos antioxidantes também é outra vantagem, pois é eficiente no combate aos temidos radicais livres, causadores do envelhecimento precoce e doenças degenerativas.

As sementes germinadas podem ser consumidas em saladas, doces, pratos salgados. Outra opção são os leites vegetais, ótimos para quem tem tolerância a lactose ou não consome produtos de origem animal. O rejuvelac, bebida probiótica, também é benéfico para a flora intestinal.

Faça em casa

Você sabia que é possível fazer inúmeras receitas deliciosas sem utilizar o fogão? Pois é, engana-se quem acredita que a alimentação viva é sem graça e sem sabor. Além de saudável, os pratos vivos contam, como já foi visto, com inúmeras vantagens, pois ajudam o organismo a suprir todos os nutrientes fundamentais para uma vida cheia de saúde.

O mais legal é que você nem precisa sair de casa para aprender novos pratos. Existem cursos online que, além de completos, podem ser feitos no local e horário de sua preferência. O curso de finger foods e culinária viva, por exemplo, contém receitas de ceviches, carpaccios, massas, sopas, cremes, shots, patês, queijos, saladas germinas, tortas e rolls. Vai ficar fora dessa? Não se esqueça de compartilhar com seus amigos.