Sem tempo para ler? Que tal OUVIR esse texto? Aperte o play abaixo e ouça o post.

A chegada da terceira idade, para algumas pessoas, é vista com gratidão e bons olhos. Mas, para a maioria, essa nova fase da vida representa angústia e descontentamento.

De certa forma, esse é um período em que os cuidados devem ser redobrados, pois os problemas de saúde aparecem com mais facilidade.

Dentre os itens que necessitam de atenção diferenciada está a alimentação, principalmente para aquelas pessoas que não usufruíram de hábitos saudáveis quando crianças ou durante a fase adulta.

Neste post, selecionamos algumas informações sobre o assunto e listamos 5 passos para garantir uma alimentação saudável para idosos. Acompanhe!

A alimentação na terceira idade

Com o avanço da idade, as rotinas alimentares tendem a ser modificadas, pois o paladar sofre alterações gustativas.

Em alguns casos, o desejo por alimentos mais doces aumenta, elevando os riscos de uma diabetes. Já em outros, algumas pessoas desenvolvem a preferência por produtos que contenham mais sal, o que pode desencadear quadros de hipertensão.

A sensibilidade ocular e olfativa também diminui. O idoso costuma preferir alimentos com cheiros mais fortes para facilitar a identificação.

Por isso, existe a necessidade de manutenção de uma rotina alimentar equilibrada e, preferencialmente, que seja supervisionada por alguém para orientar a pessoa mais velha sobre a variedade dos alimentos e os horários das refeições.

É fundamental, ao longo do dia, incluir todos os grupos de nutrientes nos pratos dos idosos. Um cardápio variado, saudável e saboroso desperta o interesse e o prazer pela comida. Uma prática simples, mas que pode beneficiar significativamente os indivíduos na terceira idade.

Alimentos não recomendados para idosos

Costuma-se dizer que as comidas proibidas são as mais gostosas. Mas, por trás dessas gostosuras, existem grandes e perigosos vilões.

Ingerir bebidas alcoólicas após os 50 anos é um bom exemplo do que deve ser evitado, pois o hábito pode causar sérios danos à saúde, já que é comum as pessoas mais velhas necessitarem mais de medicamentos.

Afinal, o metabolismo corporal não é o mesmo de antes. Ao interagir com o remédio, o álcool reduz o efeito, dificultando o tratamento sobre diferentes doenças.

Ainda, alimentos industrializados diminuem o funcionamento do organismo, pois possuem uma carga grande de conservantes, açúcares, gorduras e sódio, substâncias nocivas para o bem-estar do organismo.

Os alimentos refinados, principalmente os fabricados com farinha branca, encontrada em massas e biscoitos, atrapalham o processo digestivo, intensificando a produção de gases intestinais.

E agora que você já sabe as orientações gerais, confira, a seguir, dicas práticas para garantir uma boa nutrição na terceira idade.

Guia da alimentação saudável para idosos

Seguindo os 5 passos a seguir, o corpo do idoso terá mais vitalidade e animação para desfrutar de todos os prazeres que a vida oferece. São eles:

1. Alimentar-se pelos menos três vezes ao dia

Não se deve deixar de lado o café da manhã, o almoço e o jantar. Essas são as refeições básicas para o funcionamento regular do organismo (se possível, deve-se fazer dois lanches intermediários durante o dia).

2. Comer alimentos naturais

Deve-se abusar dos alimentos naturais e, dentre os grupos de alimentos, valorizar o dos cereais. Arroz, milho e trigo, todos na sua forma integral, são nutritivos e grandes fontes de energia.

3. Ingerir mais ferro

Alimentos ricos em ferro (feijão, carne vermelha, couve e espinafre, por exemplo) ajudam a prevenir a anemia e a descalcificação dos ossos. Por isso, não podem ficar de fora do cardápio.

4. Consumir arroz e feijão diariamente

Comer a clássica pedida dos brasileiros todos os dias é essencial para garantir mais energia para as atividades. A combinação é rica em aminoácidos e proteínas (deve-se variar nos tipos de feijões — carioca, branco, preto, de corda, entre outros).

5. Abusar de legumes, frutas e verduras

Esses alimentos são excelentes fontes de vitaminas e fibras, essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Uma boa dica é fazer uma salada colorida e saudável com tomate, cenoura, pepino, alface, agrião, abacaxi e manga.

O prato pode ser acompanhado por um delicioso e desintoxicante suco de limão adoçado com açúcar mascavo ou adoçante natural à base de sucralose.

Gostou das dicas? Então compartilhe este post nas redes sociais para que mais pessoas saibam da importância da alimentação saudável para idosos.