A alimentação saudável é muito importante para todos nós, principalmente para as crianças. Quando os pais se preocupam com essa questão, os filhos têm maiores chances de ficarem protegidos de infecções e doenças.

Para alcançar essa proteção, é importante entender quais são os alimentos mais indicados para os pequenos, até mesmo para os primeiros meses de vida. Pensando nisso, o Namu Cursos preparou uma pequena lista de cuidados complementares que ajudam a manter a saúde das crianças. Confira:

1. O leite materno

Não há dúvidas: o leite materno é o melhor alimento para o recém-nascido. Ele contém todos os nutrientes que o organismo da criança precisa para se desenvolver com saúde.

O ideal é amamentar de forma exclusiva o bebê até os 6 meses, pois o leite materno também substitui a água. Quando a mamãe não pode amamentar, existem leites preparados para essa fase, mas aconselha-se que sejam dados a criança sob orientação de um pediatra para evitar transtornos e problemas intestinais.

2. Cuidados com a rotina alimentar

A boa alimentação de recém-nascido depende da rotina alimentar da mãe. Afinal, esse leite também é constituído das vitaminas, sais minerais e proteínas ingeridas pela progenitora.

Portanto, é essencial consumir alimentos ricos em nutrientes para que o leite seja capaz de suprir as necessidades do bebê.

Precisar ser medicada? Cuidado, pois o uso de medicamentos é indicado somente depois de uma orientação médica, já que a criança fica sujeita a ingerir as substâncias pelo leite, o que pode gerar reações nada agradáveis.

3. Substituição do leite materno

Como já se viu, muitas mamães não podem amamentar os seus filhos por possuírem limitações causadas pelos mais diversos motivos. Às vezes, o próprio bebê é intolerante ao leite materno. Nesses casos, o melhor alimento para o recém-nascido é o que possui a fórmula infantil, isto é, o leite de vaca modificado, pois facilita a digestão e a formação do bebê.

Esse tipo de leite possui fórmulas indicadas de acordo com cada faixa etária da criança. Tendo em vista essa praticidade, é necessário ter um cuidado especial com a higienização da mamadeira antes de oferecê-la para a criança.

4. Introdução de alimentos sólidos

Quando o bebê completa 6 meses entra em uma nova fase: é o momento para introduzir os alimentos sólidos. Todavia, esse consumo não substitui o leite materno. A nova refeição serve apenas como um complemento e incentivo à substituição gradativa até os 2 anos de idade.

Os legumes preparados sem condimentos e frutas são ideais para iniciar essa transição. É preciso ter cuidado, porém, com determinados alimentos que são proibidos para crianças.

Ao seguir essas orientações, você cuidará não só da sua saúde, mas também da saúde do seu filho. A união desses fatores garante mais qualidade de vida, tanto para você quanto para o bebê, pois a alimentação é um item fundamental para viver as surpresas do novo membro da família com maior segurança.

Agora que você viu um pouco mais sobre como cuidar da alimentação de recém-nascido, que tal compartilhar este post nas redes sociais para que outras mamães possam saber como cuidar dos seus bebês?