Pouco a pouco, o mundo está se tornando mais verde. Hoje é possível observar maior preocupação da sociedade com assuntos referentes ao meio ambiente, como o consumo exagerado de produtos de plástico, uso de agrotóxicos na agricultura e conservação de alimentos.

Manter produtos em bom estado para o consumo por mais tempo é uma das maneiras mais eficazes de reduzir gastos mensais com supermercado e evitar o desperdício, que contribui diretamente para o desmatamento de áreas que deveriam ser preservadas.

Pensando nisso, preparamos um artigo com dicas práticas para que você possa começar a conservar seus alimentos, mantendo os nutrientes e evitando que sejam enviados para a lixeira. Boa leitura!

1. Congele alguns itens

congelamento é, sem dúvidas, a melhor maneira de conservar alimentos. A partir desse processo, é possível armazenar praticamente qualquer coisa: frutas (para fazer deliciosos smoothies), legumes e até mesmo refeições completas, como feijão e marmitinhas saudáveis. Depois, basta descongelar.

Outra dica é: sempre que possível, procure armazenar alimentos diferentes em recipientes distintos. Saquinhos também podem ser utilizados — e posteriormente reutilizados para uma nova remessa de congelamento. Sem desperdício, hein!

2. Mantenha frutas e hortaliças sob refrigeração

Para conservar frutas e legumes por muito mais tempo, a dica é sempre mantê-los na geladeira, preferencialmente na parte destinada para isso: a gaveta. Algumas frutas, como maçãs e bananas, aguentam tranquilamente alguns dias fora do refrigerador (embora isso dependa muito do clima da sua cidade).

Caso opte por deixá-las em uma fruteira, lembre-se de borrifar um pouco de água todos os dias para evitar que desidratem e estraguem rapidamente.

3. Armazene laticínios de forma adequada

Leites — tanto os de origem animal quanto os vegetais industrializados — podem ser mantidos fora do refrigerador antes de abertos. Após a abertura, é recomendado colocá-los na geladeira imediatamente e consumi-los o quanto antes. Os caseiros necessitam de refrigeração imediata após o preparo, pois não contam com conservantes em sua composição.

Já outros tipos de produtos, como queijos e iogurtes, devem sempre ser mantidos dentro da geladeira, de preferência na parte de cima (aquela destinada aos ‘’frios’’). A razão para isso é simples: ali a temperatura é mais estável e mantém os produtos em bom estado por longos períodos.

4. Deixe o recipiente dos pães fechado

Embora algumas pessoas tenham o hábito de armazenar pães na geladeira, isso não é o mais indicado. As baixas temperaturas do refrigerador até auxiliam na preservação do produto, mas fazem com que ele desidrate rapidamente, perdendo textura e sabor.

Por isso, é indicado mantê-los em recipientes fechados e fora da geladeira. No caso de pães de forma, mantenha o saquinho lacrado com o arame e deixe para comer a primeira e última fatia depois que todas as outras acabarem. O pão francês pode ser congelado ou mantido em saco bem vedado.

5. Cuide de seus grãos e cereais

Você já encontrou insetos semelhantes a besouros em seu feijão? Apesar de serem animais ‘’do bem’’ — basta tirá-los e escolher o feijão tranquilamente —, não é nada agradável se deparar com esses visitantes em seu alimento, certo? Por isso, o armazenamento correto de grãos e vegetais é essencial.

Produtos como arroz, aveia, linhaça ou granola, por exemplo, também são constantemente atacados por diferentes bichinhos, incluindo formigas. Para evitar o problema, basta mantê-los em potes (preferencialmente de vidro) bem vedados. Isso também evita a contaminação do alimento por fungos.

Agora que você já sabe como fazer uma boa conservação de alimentos, não perca tempo e comece ainda hoje a mudança de seus hábitos. Essa prática traz muitas vantagens, como a redução de custos e a praticidade de ter alimentos sempre fresquinhos à mão, o que também ajuda na correria do dia a dia.

Quer aprender mais sobre a conservação de alimentos? Conheça o curso Congelados Saudáveis – técnicas e práticas de congelamento e aprenda o passo a passo de cada etapa de conservação, além de receitas deliciosas para o dia a dia.